Carmen Mandato/Reuters
Carmen Mandato/Reuters

Tenista Tiafoe é diagnosticado com covid-19 depois de jogar torneio nos EUA

Norte-americano anunciou o resultado do exame em suas redes sociais e deu adeus à competição

Redação, Estadão Conteúdo

04 de julho de 2020 | 13h14

O tenista americano Frances Tiafoe testou positivo para o novo coronavírus depois de participar da partida de abertura do All-American Team Cup, torneio amistoso em Atlanta, nos Estados Unidos. Ele anunciou o resultado do exame em suas redes sociais e deu adeus à competição.

"Infelizmente, testei positivo, na sexta-feira, para covid-19 e tive que me retirar do All-American Team Cup, em Atlanta, nesta semana. Nos últimos dois meses, treinei na Flórida. Testei negativo lá e também recentemente, uma semana antes de viajar para Atlanta", escreveu o jogador.

Tiafoe, 41º colocado do ranking da ATP, venceu Sam Querrey (45º) na sexta-feira, por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/6 (5), mas mostrou sintomas após a partida e o resultado do teste confirmou que ele está com a doença, o que o obrigou a deixar a competição e ficar em quarentena em sua casa. Durante a partida, ele pediu atendimento médico e aparentou cansaço.

"Tenho um novo teste previsto para o início da próxima semana. Mas já comecei o protocolo da quarentena, aconselhado pelos médicos aqui em Atlanta. Estava muito animado para estar de volta aqui, mas saúde e segurança de todos continuam a ser prioridades", disse o atleta.

Tiafoe, de 22 anos, iria enfrentar Tennys Sandgren (55º) neste sábado, no torneio que envolve oito dos principais tenistas americanos. Ele será substituído por Christopher Eubanks (238º). O evento permite torcedores nas arquibancadas, com um número limitado de fãs, e não exige máscaras, embora as forneça, se solicitado.

Tiafoe engrossa a lista de tenistas infectados pelo vírus. Número 1 do mundo, Novak Djokovic e três outros jogadores haviam testado positivo para a doença depois de participarem de um torneio organizado pelo sérvio.

O retorno do circuito está programado para 3 de agosto, para o caso das competições femininas, em Palermo, na Itália, país que foi o epicentro da pandemia na Europa. Os campeonatos masculinos serão retomados um pouco depois, no dia 14, em Washington, nos Estados Unidos, recordista em número de infectados e mortos até agora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.