Tenistas italianos boicotam a Davis

Os principais tenistas da Itália entraram em guerra com a federação local e decidiram boicotar a próxima convocação para a Copa Davis e a Copa das Confederações, a versão feminina da competição entre países. O documento de protesto contra a Federação Italiana de Tênis (FIT) foi assinado por 25 atletas, entre eles os melhores do país, como Gianluca Pozzi, Andrea Gaudenzi e Davide Sanguinetti. Segundo os signatários, a intenção é denunciar a ?falta de diálogo? da instituição que comanda o tênis na Itália. Os tenistas também querem uma nova eleição no lugar da que elegeu Angelo Binaghi como novo presidente da entidade, há um mês. Eles alegam não ter representatividade no comando da federação, já que os três nomes indicados pela assembléia dos jogadores não foram aprovados. Outro ponto de discórdia é a substituição do capitão da equipe italiana da Davis, Paolo Bertolucci, por Corrado Barazzutti. "Não desejávamos decidir o nome, mas ao menos sermos consultados?, disse o tenista Gialuca Pozzi. ?É a enésima falta de respeito. Deixar de representar a Itália é um enorme sacrifício, mas é a única coisa que nos resta para termos voz?. A Itália não faz parte da chave principal da Davis e disputa o Grupo 1 da Zona Euro-Africana. Pré-classificada, não disputou a primeira rodada e enfrenta a Finlândia na próxima fase, marcada para abril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.