Andrew Couldridge/Reuters
Andrew Couldridge/Reuters

Tenistas norte-americanos decidem título do Torneio de Eastbourne

Taylor Fritz, representante da nova geração, e Sam Querrey, mais experiente, se enfrentam na final

Redação, Estadão Conteúdo

28 de junho de 2019 | 17h18

A final do Torneio de Eastbourne será norte-americana. Taylor Fritz, representante da nova geração, e Sam Querrey venceram seus jogos nesta sexta-feira, pelas semifinais, e garantiram vaga na decisão deste sábado, na grama da competição inglesa, preparatória para Wimbledon - o Grand Slam londrino começa na segunda.

Fritz, de 21 anos, foi quem conquistou nesta sexta o resultado mais surpreendente. O número 42 do mundo derrubou o britânico Kyle Edmund, terceiro cabeça de chave, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (10/8) e 6/3. Fritz disparou nove aces para superar o 31º do mundo em 1h30min.

Querrey, por sua vez, superou o italiano Thomas Fabbiano por 6/3, 6/7 (4/7) e 6/3. Para vencer o duelo em 1h46min, o americano de 31 anos, atual 79º do mundo, disparou nada menos que 33 aces na grama de Eastbourne. Assim, salvou as duas únicas chances de quebra do rival e sacramentou a vitória.

A final deste sábado será também o desempate no confronto direto entre os dois tenistas. Em quatro duelos já realizados entre eles no circuito, todos em quadra dura, cada um venceu duas partidas.

TURQUIA

No Torneio de Antalya, somente um finalista pôde ser conhecido nesta sexta. Trata-se do sérvio Miomir Kecmanovic, que disputará sua primeira final de nível ATP após derrubar o australiano Jordan Thompson, terceiro cabeça de chave, por 6/7 (5/7), 7/6 (7/5) e 7/6 (7/1).

A outra semifinal precisou ser interrompida nesta sexta em razão da chuva. O italiano Lorenzo Sonego vencia o espanhol Pablo Carreño Busta, quarto cabeça de chave, por 6/3 e 5/5 quando a partida foi paralisada. Assim, o vencedor terá que disputar duas partidas neste sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.