Leandro Martins/Estadão Conteúdo
Leandro Martins/Estadão Conteúdo

Thiago Monteiro lamenta queda na estreia em Quito, mas comemora nº 1

Derrota para Giovanni Lapentti veio por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2

O Estado de S.Paulo

07 Fevereiro 2017 | 09h34

Pela primeira vez na carreira, Thiago Monteiro entrou em quadra como tenista número 1 do Brasil. E não teve motivos para comemorar. O brasileiro caiu logo na rodada de estreia no Torneio de Quito, de nível ATP 250, no Equador. Diante do local Giovanni Lapentti, o novo número 1 do País foi derrotado por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2.

"Não foi uma boa estreia, as coisas não saíram como eu queria, não consegui sentir bem a bola. Aqui é difícil de jogar com a altitude. Créditos para o Giovanni que jogou bem e usou a experiência dele nos momentos chave. Agora é bola pra frente", lamentou o tenista cearense, de 22 anos.

Apesar da queda precoce, Monteiro ao menos celebrou a chegada ao posto de número 1 do Brasil, ao superar Thomaz Bellucci no ranking atualizado nesta segunda. "É uma boa notícia, é uma honra ser o número 1 do país, mas ficaria mais feliz se saísse com a vitória", disse o atual 85º do mundo.

Monteiro se tornou o melhor brasileiro ranqueado porque Bellucci perdeu nada menos que 33 posições em razão do desconto antecipado dos pontos que conquistou no próprio Torneio de Quito, no ano passado - ele fora vice-campeão. Se repetir a campanha neste ano, Bellucci poderá recuperar o posto de número 1.

Se fora de quadra disputam a honrosa posição, dentro eles jogarão juntos na chave de duplas em Quito. Monteiro e Bellucci vão enfrentar o dominicano Victor Estrella e o argentino Renzo Olivo nesta terça, a partir das 17 horas (no horário de Brasília).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.