DGW Comunicação|Divulgação
DGW Comunicação|Divulgação

Thiago Monteiro leva virada e perde para Berlocq na estreia no Brasil Open

Brasileiro é eliminado com derrota por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4 e 6/4

Estadao Conteudo

28 Fevereiro 2017 | 21h26

O brasileiro Thiago Monteiro voltou a sofrer uma derrota para Carlos Berlocq. E dessa vez foi na sua estreia no Brasil Open, ATP 250 que está sendo realizado no Clube Pinheiros, em São Paulo, em quadras de saibro. De virada, o número 74 do mundo foi batido pelo argentino, 67º colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4 e 6/4, em 2 horas e 29 minutos.

Monteiro e Berlocq já haviam se encontrado há algumas semanas, no Torneio de Buenos Aires, quando o argentino triunfou pelas quartas de final. E agora a vitória se repetiu, mesmo que dessa vez o brasileiro atuasse em casa e tenha conseguido abrir boa vantagem.

Os tenistas oscilaram bastante no primeiro set, tanto que trocaram quebras de serviço no primeiro e segundo games e depois no sexto e sétimo. No final, foi Monteiro quem acabou se dando melhor, após converter break point no décimo game para vencer por 6/4 uma parcial em que Berlocq cometeu seis duplas-faltas.

Embalado, Monteiro abriu 2/0 no começo do segundo, após aproveitar break point no segundo game, mas permitiu que o argentino voltasse ao jogo ao perder o seu saque na sequência. No nono game, Berlocq converteu mais um break point - foram oito favoráveis a ele no segundo set - e depois não vacilou, fechando a primeira parcial em 6/4.

No terceiro set, Monteiro cometeu muitos erros no quinto game, o que custou a perda do seu saque. Depois, Berlocq foi confirmando o seu saque sem sustos, até fechar a parcial em 6/4 e o jogo em 2 a 1. O seu próximo rival no Brasil Open vai ser Guido Pella, também da Argentina.

Também nesta terça-feira, o norueguês Casper Ruud, sensação do Rio Open ao avançar até as semifinais, bateu o japonês Akira Santillan por duplo 6/4 na sua estreia em São Paulo. Nas oitavas de final, ele terá pela frente o argentino Federico Delbonis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.