Evaristo Sá / AFP
Evaristo Sá / AFP

Thiago Monteiro perde para tenista belga e Brasil é eliminado na Copa Davis

Nervoso, brasileiro tem atuação irregular e é derrotado por 2 sets a 0 por Kimmer Coppejans

Redação, Estadão Conteúdo

02 Fevereiro 2019 | 18h06

O Brasil está fora da fase final da Copa Davis, que em seu novo formato terá a disputa entre 18 países em uma sede única - Madri, na Espanha -, em novembro. Neste sábado, no quarto jogo do confronto contra Bélgica, na quadra de saibro montada no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG), Thiago Monteiro precisava vencer Kimmer Coppejans para empatar a série melhor-de-cinco em 2 a 2, mas quem conseguiu o terceiro e decisivo ponto foi o europeu, que ganhou por 2 sets a 0 - com parciais de 6/3 e 6/4.

Com o resultado negativo de Thiago Monteiro, que vencera o seu jogo no primeiro dia, o Brasil acaba amargando um duro resultado contra uma Bélgica desfalcada - David Goffin e Steve Darcis pediram para descansar depois do Aberto da Austrália e não viajaram para Uberlândia. Além de jogar em casa, a equipe capitaneada por João Zwetsch contava com jogadores mais bem ranqueados tanto em simples como nas duplas, mas em quadra esses números não valeram de nada.

Thiago Monteiro entrou muito pressionado neste sábado após a derrota de Marcelo Melo e Bruno Soares na partida de duplas. Os brasileiros eram considerados amplamente favoritos no confronto, mas admitiram certa dificuldade em lidar com a velocidade da quadra. O cearense, que tinha aberto a série com vitória arrasadora sobre Arthur de Greef, teve uma atuação irregular desta vez, enquanto viu Coppejans se destacar nos momentos mais complicados do duelo.

A partida mostrou um Thiago Monteiro muito nervoso. O brasileiro não conseguiu quebrar o saque de Coppejans logo de cara e permitiu que o belga abrisse 4 a 1 para fechar o set com tranquilidade em 6/3. Na segunda parcial, um pouco mais de equilíbrio e falta de sorte do tenista cearense. O europeu cedeu cinco break-points, mas nenhum foi aproveitado por Monteiro, que cedeu apenas uma vez o seu serviço. O suficiente para perder por 6/4 e ver a vaga na Copa Davis para o rival.

Com o placar de 3 a 1, os capitães de Brasil e Bélgica decidiram não realizar a quinta partida do confronto, que seria entre Rogério Dutra Silva e Arthur de Greef.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.