Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Thiago Wild perde de colombiano e cai logo na estreia do Masters 1000 de Miami

Tenista paranaense tem dia ruim com o saque e cai para Daniel Galan por 2 sets a 0

Redação, Estadão Conteúdo

26 de março de 2021 | 10h17

Após furar o qualifying com duas vitórias e entrar na chave principal do Masters 1000 de Miami, disputado em quadras rápidas nos Estados Unidos, o tenista brasileiro Thiago Wild não manteve o embalo na chave principal. Mesmo diante de um rival do mesmo nível técnico, o colombiano Daniel Galan, atual número 113 do mundo, o paranaense, segundo melhor do Brasil e 125.º colocado do ranking da ATP, não conseguiu jogar o seu melhor, teve um dia ruim com o saque e foi superado por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4.

Thiago Wild não conseguiu atrapalhar o jogo do rival com o seu saque. Colocou apenas 49% das primeiras bolas em quadra e fechou o jogo com aproveitamento de 58% nos games de serviço contra 66% de Daniel Galan, que com a vitória irá desafiar na segunda rodada o australiano Alex de Minaur, cabeça de chave numero 15, que foi "bye" na primeira.

O brasileiro não começou bem o jogo, rapidamente ficou abaixo com 3 a 0 se apressando muito nos pontos, sem paciência. No meio para o fim do primeiro set ele teve chances, duas de quebrar, jogando com mais trocas e pressionando o rival. Mas não converteu e Daniel Galan fechou por 6/3 em 33 minutos.

No segundo set novo começo ruim. O colombiano quebrou e abriu 2 a 0. Na sequência, Thiago Wild se recuperou e igualou em 3 a 3, teve vários game-points em um game encardido, mas foi quebrado com erro após longa disputa. Com umidade acima dos 80%, o brasileiro suou muito e teve de sair de quadra para trocar os shorts e até o sapato. No retorno, não conseguiu pressionar na devolução e perdeu a parcial e o jogo por 6/4.

DUPLAS

Após três torneios desde o início da parceria nesta temporada 2021, o brasileiro Marcelo Melo e o holandês Jean-Julien Rojer disputam o seu primeiro Masters 1000 juntos. Em Miami, nesta sexta-feira, estreiam diante do sérvio Miomir Kecmanovic e do paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi buscando vaga nas oitavas de final.

Miami é o primeiro Masters 1000 da temporada e volta a ser realizado depois da edição do ano passado ter sido cancelada em função da pandemia da covid-19. Melo já foi campeão do torneio, em 2017, ao lado do polonês Lukasz Kubot, seu parceiro até o final de 2020.

Melo e Rojer chegaram na semana passada aos Estados Unidos, iniciando os treinos para o torneio. "Treinamos firmes para o torneio aqui em Miami, para essa estreia. Agora, vamos que vamos", afirmou o brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.