Glyn Kirk/AFP
Glyn Kirk/AFP

Thiem derruba Nadal e fica perto da vaga na semifinal no ATP Finals

Número dois do mundo, o austríaco derrotou o espanhol pelo placar de 2 sets a 0

Redação, Estadão Conteúdo

17 de novembro de 2020 | 14h36

No melhor jogo do ATP Finals até agora, o austríaco Dominic Thiem derrubou o espanhol Rafael Nadal nesta terça-feira, pelo Grupo Londres 2020. O número três do mundo venceu o número dois pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (9/7) e 7/6 (7/4), em 2h25min de batalha na quadra dura da Arena O2, em Londres.

Com seu segundo triunfo na competição que reúne os oito melhores tenistas da temporada, Thiem ficou perto de confirmar a vaga na semifinal. A classificação pode ser selada ainda nesta terça, caso o grego Stefanos Tsitsipas vença o russo Andrey Rublev na outra partida do grupo, nesta tarde (pelo horário de Brasília).

No duelo entre os dois últimos campeões de Grand Slam, o vencedor do US Open e o campeão de Roland Garros fizeram um duelo equilibrado do começo ao fim. Porém, Thiem apresentava ligeira superioridade nos pontos mais importantes, principalmente no tie-break do set inicial.

A primeira parcial foi marcada pelo bom desempenho de ambos no saque. Assim, não houve quebras de serviço. No tie-break, houve alternância de bons momentos, com Nadal começando melhor. Thiem precisou buscar a virada para sacramentar o primeiro set.

O segundo foi mais aberto, com chances de quebra para ambos os lados desde o primeiro game. Precisando empatar o duelo para forçar o terceiro set, Nadal foi mais agressivo e faturou a primeira quebra do jogo no sétimo game. A vantagem, contudo, não passou do game seguinte, quando Thiem devolveu a quebra.

Antes de um novo tie-break, o campeão de Roland Garros ainda precisou salvar três match points para garantir a disputa decisiva, quando o austríaco voltou a levar a melhor, assegurando a vitória.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRafael NadalDominic Thiem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.