Christophe Archambault/AFP
Christophe Archambault/AFP

Thiem sofre, mas bate alemão na estreia do Masters 1000 de Paris

Austríaco supera Peter Gojowczyk por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/7 (3/7) e 6/4

Estadão Conteúdo

31 Outubro 2017 | 21h22

O austríaco Dominic Thiem teve muito trabalho, mas confirmou o favoritismo na estreia do Masters 1000 de Paris, nesta terça-feira. Depois de folgar na primeira rodada, o cabeça de chave número 5 passou pelo alemão Peter Gojowczyk por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/7 (3/7) e 6/4.

+ Kerber perde de rival russa em estreia no Torneio de Zhuhai

Thiem precisou de pouco mais de duas horas, mas despachou o número 62 do ranking. O sexto melhor tenista do mundo chegou a levar um susto no segundo set, mas cresceu nos momentos decisivos e confirmou três das seis oportunidades de quebra que teve para fechar.

Como folgou na primeira rodada, Thiem avançou direto para as oitavas de final e agora espera para conhecer seu próximo adversário. Ele sairá do confronto entre o sul-africano Kevin Anderson, cabeça de chave número 12, e o espanhol Fernando Verdasco, 39.º colocado do ranking.

Nas outras duas partidas pela segunda rodada, surpresas. O veterano Nicolas Mahut, de 35 anos e apenas número 111 do mundo, derrotou o espanhol Pablo Carreño Busta, oitavo favorito do torneio, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/0. Nas oitavas, ele vai encarar o sérvio Filip Krajinovic, 77.º colocado do ranking, que eliminou o norte-americano Sam Querrey, cabeça de chave número 10, por 2 sets a 0, com duplo 6/4.

As outras cinco partidas do dia foram válidas pela primeira rodada. O francês Adrian Mannarino, número 28 do mundo, fez a festa da torcida da casa ao eliminar o experiente espanhol David Ferrer, 34.º do ranking, por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4.

O uruguaio Pablo Cuevas passou pelo russo Karen Kachanov, o português João Sousa eliminou o italiano Paolo Lorenzi, o argentino Diego Schwartzman derrotou o sérvio Viktor Troicki e o croata Borna Coric venceu o alemão Jan-Lennard Struff.

Mais conteúdo sobre:
Dominic Thiem tênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.