Kirsty Wigglesworth/AP
Kirsty Wigglesworth/AP

Thiem supera Zverev e será adversário de Djokovic na final do Aberto da Austrália

Tenista austríaco vai disputar a sua terceira final de Grand Slam, sendo a primeira do Aberto da Austrália

Redação, Estadão Conteúdo

31 de janeiro de 2020 | 10h20

Dominic Thiem vai disputar a sua terceira final de Grand Slam, sendo a primeira do Aberto da Austrália. Nesta sexta-feira, o austríaco se classificou para a decisão no Melbourne Park ao derrotar o alemão Alexander Zverev por 3/6, 6/4, 7/6 (7/3) e 7/6 (7/4).

O oponente de Thiem, quinto cabeça de chave, na decisão de domingo será o sérvio Novak Djojovic, segundo favorito, atual campeão e que eliminou o suíço Roger Federer na outra semifinal, na quinta-feira.

Djokovic aparecerá em sua oitava final no Aberto da Austrália, e a 26ª final de Grand Slam. Thiem vai lutar pelo seu primeiro troféu de Major, enquanto o sérvio buscará a 17ª, para se aproximar do recorde de 20 de Federer - o espanhol Rafael Nadal, com 19, está entre eles.

As finais anteriores de Thiem foram em Roland Garros, nos dois últimos anos, perdendo ambas para Nadal. Agora ele enfrentará um desafio semelhante: Djokovic possui um recorde de sete títulos nas quadras duras do Aberto da Austrália.

Thiem nunca havia passado das oitavas de final em Melbourne até agora. Mas ele soma três vitórias consecutivas sobre tenistas do Top 10 da ATP, incluindo o número 1 Nadal nas quartas de final e, agora, diante do sétimo Zverev. E o austríaco foi bem nos momentos decisivos, tanto que venceu três tie-breaks contra o espanhol e outros dois diante do alemão.

Essa foi a primeira semifinal de Grand Slam da carreira de Zverev e ele havia perdido os dois duelos anteriores para Thiem em Majors, ambos em Roland Garros. O alemão triunfou no primeiro set ao converter break point no nono game. No segundo, ele teve dois break points quando o austríaco buscava fechar a parcial no décimo game, mas dessa vez o austríaco não vacilou e venceu.

Na terceira parcial, após salvar dois set points no décimo game, Thiem dominou o tie-break. E o austríaco repetiu o triunfo no tie-break no quarto set. Agora, então, Thiem terá menos de 48 horas para descansar e tentar descobrir uma maneira de vencer Dokovic em um lugar onde ninguém é melhor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.