Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Thomaz Bellucci bate argentino com facilidade e avança à semifinal em Quito

Brasileiro faz 2 sets a 0 em cima de Renzo Olivo

Estadão Conteúdo

10 Fevereiro 2017 | 23h10

O tenista brasileiro Thomaz Bellucci garantiu nesta sexta-feira a terceira semifinal consecutiva no ATP 250 de Quito, no Equador, ao passar com facilidade pelo argentino Renzo Olivo, número 103 do mundo, com a vitória por 2 sets a 0 - parciais de 6/2 e 6/1, em apenas 53 minutos -, nas quartas de final.

"Esperava um jogo bem mais duro hoje (sexta-feira). Entrei muito firme e ele (Renzo Olivo) não estava com uma intensidade tão alta, então acabei abrindo uma boa vantagem. Depois fica difícil buscar uma reação aqui em Quito", analisou Thomaz Bellucci.

No ano passado, o brasileiro foi vice-campeão do torneio equatoriano. Em 2015, parou na semifinal. Em ambas as edições foi superado pelo dominicano Victor Estrella Burgos, atual bicampeão, que será seu adversário neste sábado. Nesta sexta-feira, ele venceu o qualifier italiano Federico Gaio com um duplo 6/4 e venceu todas as 13 partidas que fez em Quito desde 2015.

"Acredito que jogo bem aqui porque meus golpes acabam machucando bastante os adversários, já que a bola anda muito", afirmou o brasileiro sobre os jogos no torneio equatoriano, que é disputado em quadras de saibro, o seu piso favorito.

Com os 90 pontos garantidos até aqui e os 150 do vice-campeonato do ano passado já descontados esta semana e que lhe colocaram na 100.ª posição do ranking mundial da ATP, Thomaz Bellucci reassumirá nesta segunda-feira o posto de tenista número 1 do Brasil.

A outra semifinal em Quito terá os cabeças 2 e 3 do torneio, o espanhol Albert Ramos e o italiano Paolo Lorenzi, respectivamente. O retrospecto entre eles está empatado por 1 a 1, além de uma vitória para cada lado também em torneios de nível challenger. Ramos venceu o duelo contra o compatriota Roberto Carballes Baena por 2 sets a 1 - com parciais de 7/5, 4/6 e 6/3 -, enquanto que Lorenzi passou pelo norte-americano Rajeev Ram por 6/3 e 6/4.

Mais conteúdo sobre:
tênis Thomaz Bellucci

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.