Thomaz Bellucci está fora do Brasil Open; Ricardo Mello avança

Juan Ignacio Chela derrota brasileiro com facilidade por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/2

AE, Agência Estado

10 de fevereiro de 2011 | 23h01

COSTA DO SAUIPE - O brasileiro Thomaz Bellucci está eliminado do Brasil Open, torneio realizado nas quadras de saibro da Costa do Sauipe (BA) e que dá 250 pontos ao campeão. Nesta quinta-feira, pelas quartas de final, o tenista número 1 do País e 37 do mundo foi derrotado pelo argentino Juan Ignacio Chela por 2 sets a 0 - com parciais de 6/1 e 6/2, em 1 hora e 20 minutos de jogo.

Além do ótimo desempenho mental e físico do argentino, o número 39 do ranking mundial da ATP, Bellucci foi atrapalhado por uma torção que sofreu em seu tornozelo esquerdo ao deslizar no saibro na tentativa de salvar uma bola no terceiro game da partida. O brasileiro teve de pedir atendimento médico e visivelmente se sentiu incomodado durante o restante do confronto.

Nas semifinais, nesta sexta, Juan Ignacio Chela terá pela frente o maior favorito ao título do Brasil Open. Cabeça de chave número 1 e 13.º colocado do mundo, o espanhol Nicolas Almagro também não encontrou dificuldades para derrotar o português Rui Machado por 2 sets a 0 - com parciais de 6/2 e 6/4.

Se Bellucci não passou às semifinais, Ricardo Mello fez a festa da torcida na Costa do Sauipe. O tenista paulista ganhou com muita facilidade do espanhol Pablo Andujar por 2 sets a 0 - com parciais de 6/1 e 6/0 - e se credenciou para enfrentar o ucraniano Alexandr Dolgopolov, cabeça 4, que bateu o italiano Potito Starace também por 2 a 0 (6/3 e 6/4).

"Chegar à final aqui é um sonho meu. Esta vai ser minha terceira semifinal e eu espero que dessa vez eu possa dar um passo à frente. Ficaria muito contente", disse o número 78 do mundo.

Duplas. Duas duplas brasileiras jogaram nesta quinta pelas quartas de final do Brasil Open e apenas uma conseguiu avançar. Foi justamente a com o maior favoritismo, formada por Marcelo Melo e Bruno Soares. Campeões no último domingo em Santiago, no Chile, os tenistas mineiros derrotaram a parceira composta pelo russo Igor Andreev e pelo ucraniano Dolgopolov por 2 sets a 1 - com parciais de 6/7 (3/7), 6/2 e 10 a 8 no super tie break. Os rivais agora serão a dupla formada pelo italiano Fabio Fognini e pelo espanhol David Marrero.

Já os paulistas Rogério Dutra Silva e Júlio Silva foram batidos pelos espanhóis Alberto Montañes e Rubén Ramírez Hidalgo por 2 sets a 0 - com parciais de 6/4 e 7/6 (8/6).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.