Emilio Naranjo/EFE - 7/5/2011
Emilio Naranjo/EFE - 7/5/2011

Thomaz Bellucci estreará contra Andrey Golubev em Roland Garros

Brasileiro pode ter caminho fácil até 3.ª rodada do Grand Slam; Ricardo Melo enfrenta Mardy Fish

AE, Agência Estado

20 de maio de 2011 | 09h16

PARIS - O brasileiro Thomaz Bellucci conheceu nesta sexta-feira o seu adversário na estreia de Roland Garros, Grand Slam que começa neste domingo, em Paris. Ele terá pela frente o tenista do Casaquistão Andrey Golubev, 45.º colocado do ranking mundial, que pela primeira vez irá encarar o jogador número 1 do Brasil.

A chave principal de Roland Garros foi sorteada nesta sexta e proporcionou a Bellucci um caminho que pode ser considerado razoável até a terceira rodada. Caso confirme o seu favoritismo como 23.º cabeça de chave na estreia, irá encarar o vencedor do confronto entre o russo Teymuraz Gabashvili e o italiano Andreas Seppi na segunda rodada.

Já um duelo mais complicado contra um cabeça de chave só poderá ocorrer para Bellucci na terceira rodada, na qual o francês Richard Gasquet, pré-classificado como 13.º maior favorito, aparece como possível rival do tenista do Brasil.

Ricardo Mello, outro brasileiro na chave principal, irá estrear contra o norte-americano Mardy Fish, décimo cabeça de chave. E, caso comece o Grand Slam com vitória, terá pela frente na segunda rodada o ganhador do duelo entre o espanhol Daniel Gimeno-Traver e o holandês Robin Haase.

Nadal e Djokovic. Dois principais favoritos ao título de Roland Garros, Rafael Nadal e Novak Djokovic não deverão ter maiores dificuldades para passar pela estreia em Paris. O espanhol vai enfrentar o norte-americano John Isner, atual 39.º colocado do ranking e derrotado pelo tenista número 1 do mundo no saibro do Masters 1.000 de Madri no ano passado, quando caiu por 2 sets a 0. Já o sérvio irá medir forças com o holandês Thiemo De Bakker, 71.º do mundo, em duelo inédito até aqui.

Mas, se por um lado Djokovic tem uma estreia teoricamente mais tranquila, por outro encontrou um caminho que se desenha mais complicado até as oitavas de final. Se confirmar o favoritismo na estreia, irá enfrentar o ganhador da partida entre o francês Benoit Paire e o romeno Victor Hanescu na segunda rodada. Nenhum dos dois deve dar trabalho ao tenista número 2 do mundo e invicto no ano, mas na sequência o sérvio poderá travar um duelo duro com o argentino Juan Martín del Potro, o 27.º do ranking mundial e 25.º cabeça de chave em Paris, que valeria uma vaga nas oitavas de final. Del Potro, porém, não terá vida fácil na estreia, já que terá de passar pelo gigante croata Ivo Karlovic, conhecido pelo seu poderoso saque.

Este lado da chave de Roland Garros, por sua vez, é o de Bellucci, que poderia encarar Djokovic ou Del Potro se ganhar os seus três primeiros jogos e avançar às oitavas de final.

Nadal tem no seu caminho na segunda rodada o vencedor do confronto entre o colombiano Santiago Giraldo e o espanhol Pablo Andujar. E, confirmando o seu favoritismo, poderá encarar o russo Nikolay Davydenko na terceira rodada. Já nas oitavas, o seu compatriota Fernando Verdasco, 16.º cabeça de chave, aparece como possível rival. Verdasco, porém, não atravessa boa fase e irá encarar uma estreia difícil contra o argentino Juan Monaco.

Federer e Murray. Se Nadal e Djokovic já sabem o caminho que poderão traçar em Roland Garros, Roger Federer soube nesta sexta que terá pela frente um freguês na estreia: o espanhol Feliciano Lopez, derrotado nos oito jogos que travou com o terceiro cabeça de chave em Paris. No último deles, porém, o suíço precisou jogar três sets com três parciais encerradas no tie-break para bater o atual 41.º do mundo no Masters 1.000 de Madri.

Federer, por sua vez, tem em sua possível rota um confronto com o suíço Stanislas Wawrinka ou com o francês Jo-Wilfried Tsonga, respectivos 14.º e 17.º cabeças de chave, nas oitavas de final.

Já Andy Murray, quarto cabeça de chave, ainda espera pela definição do seu adversário na estreia, que virá do torneio qualificatório. O britânico não pode reclamar do sorteio da chave principal, já que na segunda rodada também enfrentará um tenista que virá do qualifying e, teoricamente, só terá pela frente uma pedreira na terceira rodada, na qual a revelação canadense Milos Raonic, 26.º cabeça de chave, aparece como possível rival. Já nas oitavas, o ucraniano Alexandr Dolgopolov e o sérvio Viktor Troicki, pré-classificados respectivamente como 21.º e 15.º maiores favoritos, estão na provável rota de Murray.

Logo abaixo de Federer e Murray na ordem dos cabeças de chave, o sueco Robin Soderling terá pela frente na estreia o alemão Benjamin Becker. Caso confirme seu favoritismo, ele medirá forças com um tenista vindo do qualificatório na segunda rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.