Laurent Baheux/AP
Laurent Baheux/AP

Thomaz Bellucci sofre, mas vence na estreia em Roland Garros

Brasileiro superou Andrey Golubev por 3 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/4, 6/7 (4/7) e 7/6 (7/5)

AE, Agência Estado

23 de maio de 2011 | 10h12

PARIS - O brasileiro Thomaz Bellucci sofreu para confirmar o seu favoritismo, mas venceu o casaque Andrey Golubev por 3 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/4, 6/7 (4/7) e 7/6 (7/5), nesta segunda-feira, em sua estreia nesta edição de Roland Garros.

Com o resultado sobre o atual 44.º colocado do ranking da ATP, o tenista número 1 do Brasil terá pela frente na segunda rodada do Grand Slam francês o italiano Andreas Seppi, 51º do mundo, que no último domingo bateu o russo Teymuraz Gabashvili por 3 sets a 0, com 6/3, 7/5 e 7/5.

Bellucci joga pela quarta vez a chave principal de Roland Garros, sendo que caiu na estreia em suas duas primeiras participações e no ano passado avançou às oitavas de final, fato que o obriga a defender 180 pontos em Paris. Com isso, ele colocará em jogo a sua permanência no top 30 do ranking da ATP, no qual nesta segunda-feira ele se manteve na 25.ª colocação.

O brasileiro acumulou a sua segunda vitória em dois jogos com Golubev, que já havia sido superado no Masters 1.000 de Roma de 2009, quando caiu por duplo 6/4. Nesta segunda-feira, porém, o casaque já estreou colocando pressão sobre Bellucci logo de cara. Com uma quebra de saque no segundo game, ele chegou a abrir 3 a 0 no placar, mas o brasileiro reagiu rápido e ganhou cinco games seguidos para fazer 5 a 3 e pouco depois confirmar o seu serviço para fechar a primeira parcial em 6/4.

Já no segundo set, Bellucci voltou confiante e abriu 3 a 1 no placar e soube administrar a vantagem de uma quebra na frente para repetir o 6/4.

A partir da terceira parcial, porém, Golubev voltou a ser agressivo e abriu 2 a 0 de vantagem. Bellucci, porém, reagiu rápido e empatou em 2 a 2. Em seguida, a disputa do set foi para o tie-break, no qual o casaque triunfou por 7/4, premiado pela sua ousadia no fundo de quadra.

No quarto set, o cenário foi de equilíbrio, com nenhum dos dois tenistas conseguindo quebras de serviço, fato que provocou um novo tie-break. Desta vez, porém, o brasileiro foi mais consistente e assegurou a vitória por 7/5.

No final das contas, pesou a favor de Bellucci o grande número de erros não-forçados de Golubev (59, contra 28 do brasileiro). O pupilo de Larri Passos arriscou menos também, já que obteve 26 winners, contra 47 do adversário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.