Jesús Espinosa/EFE
Jesús Espinosa/EFE

Thomaz Bellucci vence azarão e avança no Torneio de Acapulco

Brasileiro superou Ivan Navarro por 2 sets a 1, de virada, e se classificou às quartas de final

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2011 | 08h54

Depois de surpreender ao eliminar o favorito Fernando Verdasco na estreia do Torneio de Acapulco, Thomaz Bellucci sofreu para superar um azarão na segunda rodada do ATP 500 mexicano. Em jogo encerrado na madrugada desta quinta-feira, o brasileiro venceu o espanhol Ivan Navarro por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 1/6, 6/4 e 6/3, após 2h19min de confronto.

Com o resultado obtido diante do atual 191.º colocado do ranking mundial, Bellucci avançou às quartas de final, nas quais terá pela frente o polonês Lukasz Kubot, que na segunda rodada bateu o argentino Eduardo Schwank por 2 sets a 1, também de virada, com 6/7 (8/10), 6/4 e 6/4.

Embora tenha entrado em quadra como franco favorito, Bellucci começou mal o confronto diante de Navarro. Ineficiente com o serviço na mão, o tenista número 1 do Brasil e 36.º do mundo ainda sofreu com a estratégia de saque e voleio do espanhol, que quando sacou não deu ritmo de jogo ao brasileiro. E, com duas quebras de saque, Navarro aplicou um inesperado 6/1 na primeira parcial.

A partir do segundo set, porém, Bellucci conseguiu se adaptar melhor ao agressivo estilo de jogo do rival e, com uma quebra de saque no décimo game, conseguiu empatar o jogo ao fazer 6/4. E, na parcial derradeira, o brasileiro melhorou o desempenho do seu saque e, com uma quebra no oitavo game, abriu 5/3 e sacou em seguida para fechar o confronto com um 6/3.

No final das contas, ficou clara a evolução gradativa de Bellucci no saque, com o qual ganhou apenas 50% dos pontos que disputou quando usou o primeiro serviço no primeiro set, 74% no segundo e 82% no terceiro. O brasileiro ainda aproveitou apenas duas das seis chances que teve de quebrar o saque do rival, que foi feliz em duas das três oportunidades que recebeu para ganhar no serviço do brasileiro.

Rival de Bellucci nas quartas de final, Kubot foi derrotado pelo tenista do País no Brasil Open de 2009, por 2 sets a 1, no único confronto travado entre os dois até hoje.

Outros jogos. E, se Bellucci sofreu para se garantir nas quartas de final, o espanhol David Ferrer, cabeça de chave número 1 em Acapulco, voltou a vencer com facilidade na segunda rodada. Desta vez ele aplicou duplo 6/2 sobre o mexicano Santiago Gonzalez.

Com isso, lutará por um lugar na semifinal contra o argentino Juan Monaco, sétimo cabeça de chave, que bateu o uruguaio Pablo Cuevas com parciais de 6/3 e 6/4.

Outro favorito ao título que se garantiu nas quartas de final foi o espanhol Nicolas Almagro, terceiro cabeça de chave. Ele derrotou o italiano Filippo Volandri por duplo 6/2 e agora terá pela frente o colombiano Santiago Giraldo, que surpreendeu o espanhol Albert Montañes com parciais de 6/3 e 6/4. Quem ganhar esse duelo irá encarar o ganhador do confronto entre Bellucci e Kubot na semifinal.

Já do outro lado da chave, o suíço Stanislas Wawrinka e o ucraniano Alexandr Dolgopolov confirmaram o favoritismo como respectivos cabeças de chave 4 e 6 em Acapulco, e irão medir forças nas quartas de final. O primeiro deles venceu o italiano Fabio Fognini por 2 sets a 1, com 5/7, 6/3 e 7/5, enquanto o segundo superou o argentino Carlos Berlocq por 6/4 e 6/1. Quem triunfar nesse confronto irá encarar Ferrer ou Monaco na outra semifinal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.