Tiago Fernandes é eliminado no quali do Brasil Open

Campeão juvenil do Aberto da Austrália, tenista de 17 anos perdeu para o português Pedro Sousa por 2 sets a 1

AE, Agencia Estado

06 de fevereiro de 2010 | 23h16

O alagoano Tiago Fernandes, sensação do tênis brasileiro na última semana com a conquista da chave juvenil do Aberto da Austrália, não passou da primeira rodada do torneio qualificatório para o Brasil Open, disputa em quadras de saibro na Costa do Sauipe (BA). Neste sábado, o garoto de 17 anos foi derrotado pelo português Pedro Sousa por 2 sets a 1 - com parciais de 6/2, 4/6 e 6/2.

"Tive um grande apoio da torcida e peço desculpas", lamentou a revelação brasileira. "Sabia que não seria fácil. Foi meu primeiro torneio no saibro este ano, com uma chave bem difícil, com vários jogadores que já estiveram entre os 100 do mundo. Eu tinha boas expectativas, mas não deu. O positivo é o aprendizado que levo daqui", completou.

Atual 428.º do mundo, o português teve facilidade no primeiro set. No segundo, Tiago, 938.º do ranking profissional e número 3 no juvenil, se soltou em quadra, teve boa atuação e levou a decisão para o set desempate. Na terceira parcial, cansado, o alagoano não conseguiu fazer frente ao rival.

Com dores nas pernas, o brasileiro pediu o atendimento médico por três vezes. "Isso não foi decisivo. O que poderia ter mudado a história do jogo é se eu tivesse jogado melhor o primeiro set", explicou Tiago, que comparou sua conquista histórica da semana passada com o torneio profissional na Bahia. "É tudo diferente: o tipo de jogo, o peso da bola, o ambiente. Mas foi muito bom para aprender com tenistas mais fortes".

Em outros jogos deste sábado pelo qualifying, mais oito brasileiros entraram em quadra. Destes, apenas três - todos em duelos contra compatriotas - passaram à segunda rodada. São eles: Rogério Dutra Silva, Caio Zampieri e Leonardo Kirche.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisBrasil OpenTiago Fernandes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.