AFP
AFP

'Todos meus impostos foram pagos', afirma Guga

Ex-tenista se manisfestou pela primeira vez sobre problemas com a Receita Federal

O Estado de S.Paulo

28 Outubro 2016 | 23h31

Gustavo Kuerten se manifestou pela primeira vez sobre o processo do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) a respeito da acusação de uma de suas empresas ter recolhido menos impostos sobre ganhos entre os anos de 1999 e 2002.  Trata-se da Guga Kuerten Participações, que foi aberta para gerenciar e explorar sua própria imagem.  

"Todos os meus impostos, tanto na pessoa física, quanto na  jurídica, foram pagos. Sobre todas as premiações dos torneios da ATP, no Brasil e no exterior, durante a minha carreira inteira, paguei os devidos impostos na pessoa física. O que está sendo discutido são os contratos de marca e imagem que foram pagos pela pessoa jurídica, entre 1999 e 2002, e a receita quer reclassificar para pagamento na pessoa física."

Guga foi pessoalmente ao Carf, na terça-feira, para acompanhar o julgamento do recurso contra o lançamento da Receita Federal. De paletó, sem gravata, o atleta tomou o microfone e fez sua própria defesa - um gesto atípico, feito apenas pelos advogados . Guga apelou aos conselheiros e até chorou. O julgamento foi suspenso por um pedido de vista e será retomado em novembro.

Nos autos do processo, a Receita entende que o rendimento é do próprio Guga, que deveria ser tributado como pessoa física. "Não há plausibilidade jurídica em defender a regularidade da constituição de empresa de prestação de serviço, detentora de um único ativo vinculado à imagem de um tenista profissional, quando a empresa centra-se unicamente na figura do tenista", afirma.

Guga também se explicou sobre esse problema."Entendemos que a contratação da imagem de um atleta, vai muito além das atividades que ele exerce, pois está vinculada a toda e qualquer manifestação que sua marca ou imagem se relacione com as pessoas, independente da presença ou participação desse atleta, e por isso requer diversos cuidados profissionais específicos, especializados para conseguir atender e atingir o adequado valor que essa figura alcança", disse o ex-tenista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.