Divulgação
Divulgação

Tommy Haas elimina argentino e está na semifinal do Brasil Open

Alemão ganha de Horacio Zeballos por 2 sets a 1 e terá como próximo adversário Paolo Lorenzi

Alessandro Lucchetti e Nathalia Garcia, Agência Estado

28 de fevereiro de 2014 | 20h56

SÃO PAULO - O alemão Tommy Haas confirmou o seu favoritismo nesta sexta-feira diante do argentino Horacio Zeballos e se garantiu na semifinal do Brasil Open. Para avançar, o cabeça de chave número 1 ganhou por 2 sets a 1 - com parciais de 6/3, 5/7 e 6/2 -, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Esse foi o primeiro confronto entre os dois tenistas no circuito profissional da ATP.

“Foi uma partida complicada, ele (Zeballos) se sai muito bem no saibro e tem um estilo completo de jogo. O mais importante foi eu conseguir sacar bem e recuperar totalmente o foco no terceiro set para sair de vencedor de quadra”, afirmou Haas.

Na próxima fase, o adversário de Haas - que busca o 16.º título da carreira - será Paolo Lorenzi, algoz do brasileiro Rogério Dutra Silva. O italiano teve dificuldade para eliminar o argentino Juan Monaco por 2 sets a 1 - com parciais de 7/6 (8/6), 6/7 (4/7) e 6/4.

O equilíbrio marcou o início da partida desta sexta, apenas com uma ligeira vantagem para o alemão, que confirmava os seus serviços com mais facilidade, explorando o fundo de quadra. Mas algumas devoluções ruins não o colocavam à frente no placar. No sétimo game, Haas teve de salvar três break points, que o deixaram bastante irritado em quadra. Confirmado o serviço, ele se recuperou e quebrou o saque do argentino, abrindo 5/3. Na sequência, fez a sua parte e fechou o primeiro set em 6/3.

A segunda parcial seguiu o mesmo roteiro da anterior. Haas teve sua chance de quebrar o serviço de Zeballos no quarto game, mas acabou desperdiçando a oportunidade. Motivo para mais urros em alemão. Já no 10.º game, a situação se inverteu e o veterano de 35 anos teve de salvar um set point para continuar vivo na disputa. Na sequência, ele sucumbiu e viu o rival fazer 7/5 para empatar a partida.

O terceiro set foi bem mais tranquilo para Haas, que parecia querer liquidar o jogo rapidamente, só não conseguiu fazer isso antes por competência do adversário. O alemão arrancou duas quebras seguidas e abriu 5/2. Só teve o trabalho de confirmar o serviço para cravar a vitória da parcial por 6/2 e do jogo.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisBrasil OpenTommy Haas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.