Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Torcida não prestigia tenistas

Com a classificação já definida, a torcida não se animou a pagar R$ 50,00 - preço definido como "promocional" para o domingo - e as arquibancadas do Clube Marapendi, no Rio, continuaram quase vazias.Quem insistiu para ver Gustavo Kuerten em ação, não deve ter se arrependido. Guga deu show ao vencer o marroquino Mounir El Aarej (6/2 e 6/2), enquanto Karin Alami marcou o único ponto de sua equipe ao derrotar Alexandre Simoni por 6/4, 0/6 e 6/3.A decepção com o público causou reclamações dos tenistas, como Guga que sugeriu entrada gratuita, e de Fernando Meligeni, que se surpreendeu com os altos preços dos ingressos. Preocupado com a repercussão, o presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT), Nelson Nastás, promete estudar melhor este assunto para o próximo confronto diante da Austrália. Garantiu que os preços podem baixar se receber apoio governamental para a construção do estádio."Se tiver apoio do governo posso diminuir o preços dos ingressos", afirmou Nastás. Caso contrário, é bem possível que o torcedor vá ter de pagar caro para ver o Brasil diante da Austrália, com astros como Patrick Rafter, em sua última temporada como profissional.Nastás também admitiu que pode ter sido um erro aumentar em três mil pessoas a capacidade do estádio no Rio. Por isso, acha que teve tantos lugares sobrando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.