Torneio indoor pode abrir ano de Guga

A temporada 2002 de Gustavo Kuerten poderá começar justamente no cenário mais temido para o tenista: os torneios indoor. Se confirmar a tendência de não disputar o Aberto da Austrália, por causa da contusão na virilha, Guga só voltaria a jogar no ATP Tour de Milão, competição em quadra rápida e coberta, mas que tem uma data estratégica, começa dia 28 de janeiro, exatamente na semana anterior da estréia do Brasil na Copa Davis, diante da República Checa, confronto que também será jogado em quadras cobertas e de carpete."A temporada de torneios indoors é muito chata", admitiu Guga, em uma tumultuada e concorrida entrevista em São Paulo, terça-feira à noite, quando participou do lançamento do livro ?Tenis & Saúde?, do preparador físico Eduardo Faria. "Às vezes, ficamos semanas sem ver o sol, só jogando e treinando em lugares fechados", reclamou o brasileiro.Esse clima não agrada em nada o surfista Guga. Tanto que, recentemente, ele não conseguiu bons resultados na temporada de inverno da Europa, disputada em quadras cobertas. Mesmo assim, disse estar satisfeito com sua atuação em 2001. "Não posso reclamar do ano que tive", afirmou. "Já estou há três anos entre os líderes. E agora, espero estar bem preparado para a próxima temporada."A viagem a São Paulo mostrou como é forte o carisma de Guga atualmente. A sua aparição num bar da Vila Olímpia atraiu uma multidão de pessoas. Ele falou de suas férias e de seus planos numa entrevista confusa e desorganizada. Em meio ao tumulto, também demonstrou estar satisfeito com as novas regras de controle antidoping no tênis.A princípio, Guga disse que desconhecia as mudanças no controle antidoping, embora a Associação dos Tenistas Profissionais já venha advertindo os jogadores para a utilização das normas do Comitê Olímpico Internacional desde outubro, durante a disputa do Masters Series de Stuttgart, Alemanha. "Acho que devemos ser um exemplo. O esporte tem de ser da maneira mais saudável possível", explicou o brasileiro. "E dá para ver que não uso nenhum anabolizante, pois sou muito magrinho", ironizou, mostrando seus braços finos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.