VALERY HACHE / AFP
VALERY HACHE / AFP

Tsitsipas e Zverev confirmam classificação em Montecarlo e farão duelo nas semis

Tenista grego elimina o argentino Diego Schwartzman; alemão supera o italiano Jannik Sinner em jogo de mais de três horas

Redação, Estadão Conteúdo

15 de abril de 2022 | 20h02

O Masters 1000 de Montecarlo teve uma sexta-feira dramática que definiu os quatro tenistas classificados para as semifinais. Número cinco do ranking, o grego Stefanos Tsitsipas se superou para eliminar o argentino Diego Schwartzman. Tsitsipas fará semifinal contra o alemão Alexander Zverev, que eliminou o italiano Jannik Sinner em um jogaço de mais de três horas. Os outros semifinalistas serão o espanhol Alejandro Davidovich Fokina e o búlgaro Grigor Dimitrov.

Tsitsipas, atual campeão do torneio, venceu Schwartzman com parciais de 6/2, 7/6 (7/3) e 6/4. Após vitória firme no primeiro set, o grego foi quebrado sacando para o jogo no set seguinte e precisou de uma reação espetacular no set decisivo para vencer o jogo. Tsitsipas saiu de um 0/4 contra o atual 16º do ranking para confirmar a vaga.

"Em um determinado momento do jogo eu senti que o que eu estava fazendo não estava funcionando. Ele (Schwartzman) teve uma liderança enorme e um ótimo momento em tudo que estava tentando. Eu apenas busquei permanecer no jogo o máximo que pude e funcionou muito bem. Já não estava esperando muito naquele momento, quando houve a quebra dupla, então relaxei naquela hora", disse Tsitsipas.

"Eu estive muito perto, muito perto mesmo de vencer no segundo set. Aquele foi o momento em que tive uma grande chance de liquidar a partida, mas Diego foi Diego e eu precisei ser Stefanos no terceiro set", completou.

Para manter o título em Montecarlo, Tsitsipas precisará superar Alexander Zverev nas semifinais. O alemão derrotou Sinner de virada em um jogo apertadíssimo que durou 3 horas e 7 minutos, com parciais de 5/7, 6/3 e 7/6 (7/5). A vitória no decisivo tie-break leva o número três do ranking a sua segunda semifinal em Montecarlo, mas ele ainda não venceu o torneio. Zverev busca vencer seu sexto Masters 1000.

"Significa muito para mim, especialmente pela forma que este ano tem sido. Eu perdi partidas longas como esta, portanto estou muito feliz pela vitória", afirmou Alexander. No entanto, Zverev foi eliminado nas duplas com Marcelo Melo por desistência. O motivo alegado foi um problema nas costas do brasileiro. Eles enfrentariam o holandês Jean-Julien Rojer e o salvadorenho Marcelo Arévalo.

Após eliminar o sérvio Novak Djokovic e o belga David Goffin, Davidovich Fokina segue embalado em Montecarlo. Nesta sexta, o espanhol superou o americano Taylor Fritz para alcançar sua primeira semifinal de Masters 1000 da carreira. Com 16 dos últimos 18 pontos conquistados, Fokina atingiu parciais de 6/2, 4/6 e 6/3 para vencer o duelo.

O adversário de Fokina será Grigor Dimitrov, que superou o polonês Hubert Hurkacz para voltar à semifinal de Montecarlo, o que não acontecia desde 2018. O búlgaro foi mais um a decidir a vitória no tie-break, mas com um pouco mais de tranquilidade que no outro jogo. As parciais foram de 6/4, 3/6 e 7/6 (7/2) para Dimitrov.

Nas semifinais das duplas, além da desistência já citada, o indiano Rahan Bopanna avançou ao lado do britânico Jamie Murray. Eles enfrentarão o britânico Joe Salisburry e o americano Rajeev Ram. Já Arevalo e Rojer enfrentarão os croatas Mate Pavic e Nikola Mektic.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.