Valery HACHE / AFP
Valery HACHE / AFP

Tsitsipas supera Zverev e encara espanhol na final do Masters 1000 de Montecarlo

Alejandro Davidovich Fokina chega à decisão do Masters 1000 após derrotar o búlgaro Grigor Dimitrov

Redação, Estadão Conteúdo

16 de abril de 2022 | 17h40

Atual campeão do Masters 1000 de Montecarlo, o tenista grego Stefanos Tsitsipas manteve vivo o sonho do bicampeonato ao avançar à final. Neste sábado, ele superou o alemão Alexander Zverev por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2, 1h15min de partida, no saibro de Mônaco.

O grego defenderá seu título diante de Alejandro Davidovich Fokina. O espanhol, apenas o número 46 do ranking da ATP, derrotou o búlgaro Grigor Dimitrov (29ª) por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/7 (2/7) e 6/3. Ele já havia sido o responsável por eliminar o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo.

A grande final está marcada para este domingo, às 9h30 (horário de Brasília). Será a terceira que Tsitsipas e Fokina vão se enfrentar no circuito. Nas duas partidas anteriores, o grego levou a melhor. No entanto, em uma delas o espanhol abandonou, justamente nas quartas de final de Montecarlo, no ano passado.

Tsitsipas dominou Zverev no saibro como o grego nunca havia feito anteriormente. Zverev não conseguiu evitar uma quebra de saque, que deixou o grego em vantagem por 5/2. O alemão ainda se recuperou, mas não conseguiu evitar a derrota por 6/4.

O tenista da Grécia, atual número 5 do ranking, quebrou mais duas vezes no segundo set e não teve dificuldade em fechar o jogo com vitória no segundo set por 6/2, acirrando ainda mais a rivalidade entre os dois, que têm se enfrentado constantemente nos últimos anos. Foi a sétima vitória do grego em dez confrontos com Zverev no circuito profissional.

"Eu tive que colocar minha alma para fora. Eu ficaria na quadra o quanto fosse necessário. Procurei um jogo físico e minha tática funcionou em meu favor. Fico feliz com a vitória", disse Tsitsipas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.