Tsonga e Seppi decidem título do Torneio de Metz

Principal favorito ao título, Jo-Wilfried Tsonga levou um susto neste sábado e quase decepcionou sua torcida na semifinal do Torneio de Metz, na França. Irregular, o atual campeão vacilou no segundo set, mas retomou seu domínio na última parcial e confirmou a vitória sobre o russo Nikolay Davydenko por 2 sets a 1, com parciais de 6/0, 3/6 e 6/4.

AE, Agência Estado

22 de setembro de 2012 | 15h13

Contando com o apoio das arquibancadas, Tsonga fez o que se esperava dele e abriu o jogo com um "pneu" diante do ex-Top 10. No entanto, o tenista da casa oscilou na segunda parcial e viu o russo vencer o set, com duas quebras de saque de vantagem, e empatar o duelo.

Depois do susto, Tsonga reassumiu o controle da partida a partir de seu poderoso saque. Assim, não teve o serviço ameaçado e ainda contou com erros do rival para faturar uma quebra e garantir sua vaga na decisão.

A final, porém, não contará com dois tenistas da casa, como esperava a torcida. Gael Monfils, que está retornando ao circuito após se recuperar de lesão, não deu conta do italiano Andreas Seppi neste sábado e foi eliminado do torneio, por 3/6, 6/1 e 6/4.

RÚSSIA - Em St. Petersburg, o grande favorito Mikhail Youzhny, da casa, deu adeus ao torneio, ao ser derrotado de virada pelo eslovaco Martin Klizan por 6/7 (11/13), 6/4 e 7/6 (7/3). Klizan enfrentará na final o italiano Fabio Fognini, que eliminou o espanhol Daniel Gimeno-Traver por 6/3 e 6/4.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisMetzTsongaSeppi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.