Tsonga e Simon vencem e brigam pelo tricampeonato na final de Metz

A final do Torneio de Metz será totalmente francesa. A torcida local deve ficar dividida entre Jo-Wilfried Tsonga e Gilles Simon, que confirmaram o favoritismo neste sábado e venceram seus jogos nas semifinais. Ambos buscam o tricampeonato da competição francesa, de nível ATP 250.

Estadão Conteúdo

26 de setembro de 2015 | 15h28

Tsonga, terceiro cabeça de chave, eliminou o alemão Philipp Kohlschreiber, quinto pré-classificado, por 6/3 e 6/4. Simon, segundo cabeça de chave, derrotou o eslovaco Martin Klizan por duplo 6/4. No retrospecto entre os dois tenistas, Tsonga lidera com seis vitórias em nove confrontos no circuito profissional.

Em compensação, Simon vive momento mais favorável na temporada 2015. Atual número 10 do mundo, já conquistou um título neste ano, justamente na França, em Marselha, também no piso duro.

Tsonga, por sua vez, não disputa uma final há mais de um ano. A última decisão disputada pelo 17º colocado do ranking foi no Masters 1000 do Canadá, em agosto de 2014. Na ocasião, surpreendeu o suíço Roger Federer na final, após vencer também o sérvio Novak Djokovic e o escocês Andy Murray no caminho até o troféu.

O vencedor da partida deste domingo se sagrará campeão em Metz pela terceira vez na carreira. Tsonga levantou o troféu em 2011 e 2012, enquanto Simon faturou o título em 2010 e 2013.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisTorneio de MetzTsongaSimon

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.