USTA quer mais cabeças-de-chave

Para evitar que favoritos se enfrentem logo nas primeiras rodadas, como aconteceu recentemente em Roland Garros, com Guga diante de Guillermo Coria já na estréia, a USTA - Associação Norte-americana de Tênis - entra nesta quinta-feira com um pedido ao comitê do Grand Slam para aumentar o número de cabeças-de-chave do US Open, de 16 para 32.Se esta regra já existisse, Guga, o número 1, não teria enfrentado Coria, número 23, no primeiro dia de jogos. Wimbledon, porém, ainda não anunciou como será o novo critério para estabelecer os cabeças de chave. O torneio inglês não costuma respeitar o ranking de entradas da ATP para designar os pré-classificados, numa atitude que costuma causar protestos.

Agencia Estado,

06 de junho de 2001 | 17h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.