Horacio Villalobos/EFE
Horacio Villalobos/EFE

Venus Williams leva 'pneu' e está fora de Roland Garros

Agnes Szavay protagonizou a primeira grande zebra da competição, ao eliminar a número 3 por 6/0 e 6/4

AE, Agencia Estado

29 de maio de 2009 | 10h13

A húngara Agnes Szavay protagonizou nesta sexta-feira a primeira grande zebra da chave feminina de Roland Garros: eliminou a norte-americana Venus Williams, na terceira rodada da competição, com direito a um "pneu", vencendo por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/4.

Veja também:

link Ana Ivanovic arrasa checa e vai às oitavas na França

especial Teste seus conhecimentos sobre Roland Garros

Número 31 do ranking da WTA, Szavay vive um ano de altos e baixos, depois de chegar ao 13º lugar na lista em abril do ano passado. Seu melhor desempenho até agora foi em Acapulco, em fevereiro, quando chegou às quartas de final e caiu justamente diante de Venus Williams. Há duas semanas, em Madri, ela também foi até as quartas, mas foi eliminada pela francesa Amelie Mauresmo.

Venus, por sua vez, voltou a mostrar a falta de familiaridade com o saibro, e terá de voltar em 2010 para buscar seu primeiro título em Roland Garros, o único Grand Slam que lhe falta no currículo - sua melhor campanha continua sendo a de 2002, quando foi à final e perdeu para sua irmã, Serena Williams.

Nesta sexta, Venus começou muito mal a partida, com um jogo incompatível com a condição de número 3 do mundo - foram 14 erros não forçados e apenas três bolas vencedoras. Szavay aproveitou a chance e conseguiu três quebras, aplicando um histórico 6/0. Na segunda parcial, a americana equilibrou a partida e chegou a ter uma quebra de saque de vantagem, mas voltou a sacar mal e perdeu os últimos três games.

Nas oitavas de final, Szavay enfrentará a eslovaca Dominika Cibulkova, número 19 do mundo, que derrotou a argentina Gisela Dulko por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/2. O histórico de confrontos entre as duas aponta três jogos e três vitórias para a húngara, todas em 2007.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.