AFP
AFP

Vice em Doha, Halep sobe para a 2ª posição do ranking; Serena volta ao Top 10

Campeã do Aberto da Austrália, Naomi Osaka continua na ponta

Redação, Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2019 | 10h22

Apesar do vice-campeonato em Doha, no sábado, a tenista romena Simona Halep subiu uma posição no ranking atualizado nesta segunda-feira e figura agora na segunda colocação, atrás apenas da japonesa Naomi Osaka, campeã do Aberto da Austrália. Já a checa Petra Kvitova perdeu duas posições no Top 10.

Com o vice no Catar, Halep superou Kvitova, que então era a segunda colocada, e se reaproximou de Osaka. A distância entre as duas primeiras colocadas, contudo, ainda é grande: 1.433 pontos. A japonesa não entrou em quadra na semana passada.

Mesmo sem entrar em quadra, a norte-americana Sloane Stephens também superou Kvitova e subiu para o terceiro lugar. Ela ganhou a posição porque a checa não defendeu os pontos conquistados em 2018 em Doha, quando foi campeã. Kvitova não competiu no Catar desta vez e agora aparece na quarta colocação.

Em outras mudanças no Top 10, a ucraniana Elina Svitolina trocou de posição com a alemã Angelique Kerber, que perdeu mais uma posição, figurando agora no 7º posto. E a norte-americana Serena Williams voltou a aparecer entre as dez melhores do mundo, pela primeira vez desde que se tornou mãe. Isso não acontecia desde março de 2017, quando estava em quarto lugar logo após se afastar do circuito em razão da gravidez.

A ascensão de Serena, outra que não entrou em quadra na semana passada, se deveu à queda da dinamarquesa Caroline Wozniacki. Ela perdeu quatro posições e caiu para o 14º posto. É a primeira vez desde maio de 2017 que a ex-número 1 não figura entre as dez melhores. Wozniacki desistiu do Torneio de Doha e vem sendo mais seletiva em seu calendário após revelar que foi diagnosticada com artrite reumatoide, em outubro do ano passado.

O Top 10 do ranking conta ainda com a checa Karolina Pliskova, no quinto posto, com a holandesa Kiki Bertens, em oitavo, e a bielo-russa Aryna Sabalenka, na nona colocação. Já a belga Elise Mertens, que surpreendeu Halep na final em Doha, conquistou cinco posições e está em 16º no ranking.

Entre as tenistas do Brasil, Beatriz Haddad Maia sustentou a 172ª colocação. Carolina Alves Meligeni perdeu dois postos e caiu para 350º e Gabriela Cé subiu uma posição e está na 450ª colocação.

 

Confira as 20 primeiras colocadas do ranking da WTA:

1º - Naomi Osaka (JAP), 6.970 pontos

2º - Simona Halep (ROM), 5.537

3º - Sloane Stephens (EUA), 5.307

4º - Petra Kvitova (RCH), 5.120

5º - Karolina Pliskova (RCH), 5.055

6º - Elina Svitolina (UCR), 5.020

7º - Angelique Kerber (ALE), 4.960

8º - Kiki Bertens (HOL), 4.885

9º - Aryna Sabalenka (BIE), 3.565

10º - Serena Williams (EUA), 3.406

11º - Anastasija Sevastova (LET), 3.325

12º - Ashleigh Barty (AUS), 3.285

13º - Daria Kasatkina (RUS), 3.230

14º - Caroline Wozniacki (DIN), 3.118

15º - Julia Görges (ALE), 2.820

16º - Elise Mertens (BEL), 2.745

17º - Madison Keys (EUA), 2.726

18º - Qiang Wang (CHI), 2.605

19º - Garbiñe Muguruza (ESP), 2.510

20º - Caroline Garcia (FRA), 2.460

172º - Beatriz Haddad Maia (BRA), 339

350º - Carolina Alves Meligeni (BRA), 115

450º - Gabriela Cé (BRA), 61

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.