Vitória de Rafael Nadal supera recorde por três minutos

Marca anterior, de 5 horas e 11 minutos, pertencia à vitória de Boris Becker sobre Omar Camporese em 1991

AE, Agencia Estado

30 de janeiro de 2009 | 13h03

A vitória de Rafael Nadal sobre Fernando Verdasco, nesta sexta-feira, pelas semifinais do Aberto da Austrália, superou em três minutos o recorde de partida mais longa de simples da história da competição. A partida teve duração de 5 horas e 14 minutos, com placar de 3 a 2 para Nadal, parciais de 6/7 (4/7), 6/4, 7/6 (7/2), 6/7 (1/7) e 6/4.Veja também:Nadal vence batalha contra Verdasco e vai à final na Austrália Federer vence freguês Roddick e vai à final na AustráliaSerena é a esportista mais premiada da história   Serena e Safina vão à final do Aberto da AustráliaO recorde anterior, de 5 horas e 11 minutos pertencia à vitória do alemão Boris Becker sobre o italiano Omar Camporese pela terceira rodada do torneio em 1991, também por 3 sets a 2, parciais de 7/6 (7/4), 7/6 (7/5), 0/6, 4/6 e 14/12. Em 2003, o norte-americano Andy Roddick precisou de 4 horas e 59 minutos para derrotar o marroquino Younes El Aynaoui, com parciais de 4/6, 7/6 (7/5), 4/6, 6/4 e 21/19.A diferença do jogo desta sexta para o recorde anterior está na duração do quinto set, que não tem tie-break: Nadal e Verdasco jogaram por 54 minutos, enquanto Becker e Camporese duelaram por quase duas horas.Na primeira rodada deste ano, a vitória do luxemburguês Gilles Muller sobre o espanhol Feliciano Lopez por 6/3, 7/6 (7/5), 4/6, 4/6 e 16/14 chegou a ser apontada como novo recorde, com 5 horas e 35 minutos, mas depois descobriu-se um erro no relógio - o tempo correto da partida foi de 4 horas e 24 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.