Divulgação
Divulgação

'Vou ter que ficar atento na defesa e no contra-ataque', projeta Bellucci

Brasileiro encara Tomas Berdych no Masters 1000 de Cincinnati

O Estado de S. Paulo

18 de agosto de 2015 | 10h32

Depois de avançar com a vitória sobre Jiri Vesely na estreia, o tenista Thomaz Bellucci tem um grande desafio para continuar na luta pela taça do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos. O brasileiro enfrenta o checo Tomas Berdych, número 6 do mundo, nesta terça-feira, não antes das 20 horas (de Brasília), pela segunda rodada da competição.

"Quero manter a constância da estreia no próximo jogo, que vai ser ainda mais duro contra o Berdych, um jogador agressivo e que gosta de jogar dentro da quadra. Vou ter que ficar muito atento na defesa e no contra-ataque nesse jogo", diz Bellucci, que faz sua quinta participação em Cincinnati.

O paulista leva desvantagem no retrospecto de confrontos com o checo em torneios de nível ATP por 2 a 1. Bellucci levou a melhor sobre Berdych no Masters 1000 de Madrid, em 2011, mas caiu diante do rival em Indian Wells (2011) e em Brisbane (2010). Eles também já se encontraram em competições de nível challenger, com uma vitória para cada lado.

Atual número 33 do mundo, o brasileiro também quer usar a competição para ganhar algumas posições no ranking da ATP. Bellucci batalha para ficar entre os 32 melhores do mundo e garantir uma das vagas como cabeça de chave no US Open, que começa no próximo dia 31. Se cumprir o objetico, o tenista sairá do caminho de adversários mais fortes no Grand Slam.

Tudo o que sabemos sobre:
Estadão TrendsThomaz Belluccitênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.