Pascal Rossignol/Reuters
Pascal Rossignol/Reuters

Wozniacki terá jogo interrompido por falta de luz natural concluído nesta segunda

Dinamarquesa vencia a russa Daria Kasatkina por 1 set a 0 em jogo pelas oitavas de final de Roland Garros

Estadão Conteúdo

03 Junho 2018 | 19h50

Atual vice-líder do ranking mundial do tênis feminino, Caroline Wozniacki teve o jogo que realizava contra a russa Daria Kasatkina, pelas oitavas de final de Roland Garros, interrompido por falta de luz natural em seu segundo set, neste domingo, em Paris. A dinamarquesa vencia o duelo por 1 set a 0 e a partida precisou parar quando a segunda parcial estava empatada em 3 a 3.

+ Djokovic supera Verdasco e encara surpresa italiana nas quartas em Roland Garros

+ Guga forma time de jovens talentos para criar ‘Batalhão Brasileiro’ no tênis

Antes disso, a número 2 do mundo venceu o primeiro set por 7/6, com 7/5 no tie-break, no confronto que definirá a quarta jogadora classificada para as quartas de final do Grand Slam francês. A conclusão deste duelo ocorrerá nesta segunda-feira.

Quem levar a melhor nesta continuidade da partida vai se credenciar para enfrentar na próxima fase da importante competição realizada em quadras de saibro a norte-americana Sloane Stephens, décima cabeça de chave, que horas mais cedo arrasou a estoniana Anet Kontaveit com parciais de 6/2 e 6/0.

Outras duas partidas da chave feminina de simples de Roland Garros foram realizadas neste domingo e definiram outro duelo das quartas de final. A norte-americana Madison Keys, 13ª pré-classificada, eliminou a romena Mihaela Buzarnescu por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/4, e avançou para encarar no estágio seguinte do torneio a casaque Yulia Putintseva, que passou pela checa Barbora Strycova por 6/4 e 6/3.

Strycova, por sinal, era a última representante checa na chave feminina depois das surpreendentes eliminações na terceira rodada de Karolina Pliskova e Petra Kvitova, respectivas sexta e oitava colocadas do ranking mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.