WTA descarta punição a Kuznetsova

O presidente da WTA (entidade que comanda o tênis feminino), Larry Scott, garantiu que a tenista russa Svetlana Kuznetsova não será punida em razão da denúncia de doping. Segundo acusou o ministro dos Esportes da Bélgica, Claude Eerdekens, o exame anti-doping dela, realizado entre 18 a 20 de dezembro, num torneio beneficente em Charleroi, deu positivo para efedrina.A WTA diz que houve precipitação do ministro belga, pois a substância pode ser encontrada em qualquer remédio para gripe, o que Larri Scott acredita ter acontecido - Kuznetsova já negou o doping. Mas a situação já causa constrangimentos para a atual campeã do US Open. Mesmo sem jogar nesta terça-feira no Australian Open, o treino da tenista russa em Melbourne Park transformou-se em um evento bem movimentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.