WTA terá 1.ª tenista britânica em final após 22 anos

Laura Robson se tornou, nesta sexta-feira, a primeira mulher britânica em 22 anos a alcançar a final de uma competição de simples do circuito da WTA, entidade que controla o tênis profissional feminino mundial. Ela obteve o expressivo feito ao vencer a romena Sorana Cirstea por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2, e garantir vaga na decisão do Torneio de Guangzhou, na China.

AE-AP, Agência Estado

21 de setembro de 2012 | 11h37

A última tenista da Grã-Bretanha a alcançar uma decisão da WTA foi Jo Durie, em 1990, quatro anos antes de Laura Robson nascer. Na época, a tenista assegurou presença na final do Torneio de Newport, nos Estados Unidos.

Atual 74.ª colocada do ranking mundial, a promissora jogadora de 18 anos vem em ascensão na temporada e no último US Open surpreendeu ao eliminar a belga Kim Clijsters e a chinesa Na Li para ir às oitavas de final do Grand Slam norte-americano, no mês passado.

Em busca do título em Guangzhou, Laura Robson irá enfrentar neste sábado a taiwanesa Su-wei Hsieh, que garantiu vaga na final ao surpreender sexta-feira a polonesa Urszula Radwanska, quarta cabeça de chave, batida por 2 sets a 1, com 6/1, 3/6 e 6/0.

Caso volte a vencer neste sábado, a jovem tenista de 18 anos também irá encerrar um jejum de 24 anos sem títulos de uma britânica em torneios de simples da WTA. A última jogadora desta nação a erguer uma taça foi Sara Gomer, em 1988.

E Laura Robson chegará cheia de confiança à decisão, pois já na segunda rodada de Guangzhou eliminou a chinesa Jie Zheng, segunda cabeça de chave, antes de despachar Shuai Peng, outra tenista local e sétima pré-classificada da competição, nas quartas de final. Sorana Cirstea, por sua vez, caiu diante da britânica na condição de terceira cabeça de chave nesta sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.