Pete Marovich/EFE
Pete Marovich/EFE

Zverev supera australiano e fatura o bicampeonato do Torneio de Washington

Alemão de 21 anos conquista título com vitória sobre Alex de Minaur por 2 sets a 0

Estadão Conteúdo

05 Agosto 2018 | 21h19

Alexander Zverev se tornou o primeiro tenista em quase uma década a faturar o bicampeonato consecutivo do Torneio de Washington ao vencer, neste domingo, Alex de Minaur por 6/2 e 6/4, na decisão do ATP 500 disputado em quadras duras, com 1 hora e 14 minutos de duração.

+ Soares e Murray são campeões em Washington e faturam 2º título no ano

+ Fognini bate Del Potro e fatura seu primeiro título ATP em quadra dura

Zverev disparou seis aces e não teve o seu saque ameaçado na decisão em que faturou o nono título no circuito da ATP e o terceiro em 2018. "Você realmente mereceu", disse Minaur a Zverev durante a cerimônia de entrega do troféu.

Ele melhorou o seu retrospecto no evento em Washington, preparatório ao US Open, para 16 triunfos e duas derrotas e igualou Juan Martin del Potro, campeão em 2008 e 2009. Além disso, faturou o segundo triunfo em dois duelos com o australiano, sendo que o primeiro havia sido na Copa Davis, nesta temporada.

O alemão, de 21 anos, e Minaur, de 19 anos, fizeram a final mais jovem do circuito da ATP desde que Rafael Nadal, de 20 anos, venceu Novak Djokovic, de 19 anos, em Indian Wells em 2007. "Tenho certeza que esses troféus estarão em suas mãos em breve", disse Zverev para De Minaur.

A diferença entre eles, porém, é clara. Zverev está na terceira posição do ranking, sendo um dos cinco jogadores em atividade com ao menos três títulos de Masters 1000 - os outros são Roger Federer, Nadal, Djokovic e Andy Murray. De Minaur é o número 72 do mundo e nunca venceu um evento da ATP.

Na decisão deste domingo, Zverev quebrou o saque de Minaur no game de abertura e já vencia por 4/0 com 15 minutos de jogo. Eles ainda jogariam por uma hora, mas o resultado parecia bastante claro a partir desse momento.

O alemão ganhou 26 de 29 pontos quando colocou o primeiro saque em quadra e 37 de 48 no seu serviço. Dos 11 que ele perdeu, quatro foram por duplas faltas. Quando De Minaur estava servindo, entretanto, Zverev teve 11 break points, convertendo três para faturar o terceiro título em 2018 - os outros foram no Torneio de Munique e no Masters 1000 de Madri.

 

 

Mais conteúdo sobre:
tênis Alexander Zverev Alex de Minaur

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.