Mark Thompson/ AFP
Mark Thompson/ AFP

Chefe da Ferrari nega problemas técnicos no GP dos EUA

'Foi simplesmente falta de sorte', minimizou Maurizio Arrivabene

O Estado de S.Paulo

24 Outubro 2016 | 12h07

O chefe de equipe da Ferrari, Maurizio Arrivabene, negou qualquer problema técnico com seus carros no GP dos Estados Unidos, no domingo, apesar das dificuldades enfrentadas pelos pilotos Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen. O finlandês precisou abandonar a prova por conta de erros no pit stop.

"Foi apenas um problema com um parafuso. Foi basicamente o que aconteceu como Kimi", minimizou Arrivabene. "Não há nenhum problema com o nosso sistema. Foi simplesmente falta de sorte."

O dirigente da Ferrari também negou problemas de confiabilidade no carro quando Vettel passou a cair de rendimento na segunda metade da prova disputada em Austin. "Não tivemos problemas de confiabilidade. Foi apenas um pedaço de borracha que grudou na asa traseira. Sebastian disse que não estava fácil pilotar com este problema."

Ao fim da prova, a Ferrari contou com apenas um representante na linha de chegada. Raikkonen abandonara nos boxes e Vettel terminou em quarto lugar. O resultado final não surpreendeu Arrivabene.

"Nós sabíamos que esta pista não é a nossa preferida. Tínhamos consciência disso. Mas temos que olhar para a situação geral: se você quer resolver problemas deste ano, você está perdendo tempo para preparar o carro do próximo ano", disse o chefe da Ferrari.

Tentando resolver estas duas questões ao mesmo tempo, Arrivabene revelou que a equipe está concentrada em resolver os problemas do time em circuitos de alto pressão aerodinâmica. "Testamos componentes que vão nos dar informações para o carro do próximo ano", explicou o dirigente. "A esta altura do campeonato, qualquer outra coisa seria falta de bom senso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.