Valdrin Xhemaj|EFE
Valdrin Xhemaj|EFE

Em 15º no grid, Massa prevê dificuldade para pontuar em Mônaco

Brasileiro foi mal na classificação em circuito ruim de ultrapassar

Estadão Conteúdo

28 de maio de 2016 | 15h45

O treino qualificatório para o GP de Mônaco foi frustrante para o brasileiro Felipe Massa, da Williams, que vai largar da 15.ª posição do grid. Após ficar fora do Q3 pela segunda etapa seguida, o piloto prevê muita dificuldade para pontuar na prova deste domingo.

"Não foi um treino classificatório fácil para a gente. Nós brigamos o tempo todo para extrair 0s1. Infelizmente, sem esse décimo de segundo, nós ficamos atrás algumas posições. É realmente uma pena porque estávamos muito perto", comentou Massa após o treino. "Não será fácil conquistar pontos, mas tentaremos o nosso melhor".

Segundo o brasileiro, as interrupções durante o qualificatório deste sábado atrapalharam os planos da Williams. "Não era o nosso dia de tirar o máximo dos carros, ainda mais com as bandeiras vermelhas, mas o carro está se comportando bem", acrescentou.

Assim como Massa, Felipe Nasr não ficou feliz com o resultado do grid de largada. O brasileiro sofreu uma quebra no motor Ferrari de sua Sauber e terá de largar da última posição. "É uma pena que o classificatório tenha acabado cedo para mim. Quando saí dos boxes, senti vibrações no carro. Então eu perdi potência completamente quando pisei fundo no túnel", contou.

"Eu estava com um bom sentimento antes de ir para a classificação, pois fizemos modificações certas no carro. Agora preciso focar em amanhã (domingo). Pensando na corrida, sigo com o pensamento positivo de que tudo pode acontecer", finalizou Nasr.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.