Patrik Stollarz/AFP
Patrik Stollarz/AFP

Em 10º, Massa diz que sofreu para manter pneus no GP da Bélgica

Rosberg venceu a prova; líder, Hamilton foi o terceiro colocado

Estadão Conteúdo

28 Agosto 2016 | 12h30

Nem Sebastian Vettel, Fernando Alonso ou Sergio Pérez. O maior obstáculo de Felipe Massa neste domingo no GP da Bélgica de Fórmula 1 foi o desgaste dos pneus sob o forte calor no tradicional circuito de Spa-Francorchamps. Para o piloto da Williams, a degradação dos compostos da Pirelli foi a responsável pelo desempenho que lhe rendeu somente o 10º lugar na classificação final.

"Foi uma corrida muito difícil. Precisei cuidar dos pneus até o final, checando a pressão dos pneus enquanto a disputa na prova estava muito dura", disse Massa, referindo-se à batalha pelo sétimo lugar contra Vettel, Alonso e Pérez na metade final da corrida deste domingo.

Naquele momento, o piloto brasileiro alternava bons e maus momentos, buscando ultrapassagens mas também sofrendo quedas de ritmo que permitia a passagem dos rivais. "Quando os pneus estavam lá [resistindo] nós estávamos lutando por boas posições, mas quando eles se foram não podíamos mais brigar", lamentou o piloto.

Na 10ª colocação no Mundial de Pilotos, com 39 pontos, Massa e o finlandês Valtteri Bottas, seu companheiro de equipe, viram a Williams ser superada por mais uma equipe no Mundial de Construtores, neste domingo. A Force India assumiu a quarta colocação geral, com 103 pontos, apenas dois a mais que a Williams, agora em quinto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.