Pedro Ugarte/ AFP
Pedro Ugarte/ AFP

Em 10º, Massa lamenta não ter ficado mais perto dos primeiros colocados em treino

Piloto da Williams diz contar com variação de temperatura no asfalto para surpreender

Estadão Conteúdo

01 Outubro 2016 | 10h21

O brasileiro Felipe Massa lamentou neste sábado não ter ficado mais próximo dos líderes do treino classificatório que definiu o grid de largada do GP da Malásia de Fórmula 1. O piloto da Williams vai largar em 10º na corrida deste domingo.

Massa acreditava que poderia ter ido melhor porque terminou o Q2, segunda sessão da classificação, na sétima posição. Porém, não conseguiu repetir o feito no Q3, que definiu a ordem dos 10 primeiros colocados no grid.

"Achei que o treino estava indo bem, mas com certeza esperava obter uma colocação melhor. Eu tinha um rimo bom no Q2 e estava numa boa briga para conquistar mais alguns décimos. Infelizmente estamos numa posição mais atrás, onde foi possível ficar", declarou o brasileiro.

Mesmo insatisfeito, Massa não mostrou sinais de desânimo. O piloto da Williams diz contar com a estratégia e a variação de temperatura no novo asfalto do Circuito de Sepang para surpreender os rivais. "Espero que a estratégia, o ritmo do carro e a temperatura possam estar ao nosso favor amanhã [domingo]", projetou o brasileiro.

 

Mais conteúdo sobre:
formula 1 Felipe Massa Malásia Williams

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.