AP Photo/ Olivier Matthys
AP Photo/ Olivier Matthys

Em 'casa', Verstappen comemora bom rendimento da Red Bull em Spa

Piloto de apenas 18 anos larga em segundo no GP da Bélgica

Estadão Conteúdo

27 Agosto 2016 | 12h30

Nascido na Bélgica, mas radicado na Holanda, o jovem Max Verstappen tem no GP da Bélgica a etapa da Fórmula 1 que pode chamar de "casa". Não por acaso cerca de 20 mil holandeses compareceram ao circuito de Spa-Francorchamps neste sábado de forte calor na Bélgica para torcer pelo piloto da Red Bull.

Após garantir o segundo lugar no grid de largada, Verstappen não escondeu a empolgação em razão do apoio da torcida no país em que nasceu. "[Conquistar o segundo lugar no grid] Diante de todos os meus fãs é uma grande motivação", disse o piloto de 18 anos.

Verstappen protagonizou bom duelo com o alemão Nico Rosberg, da Mercedes, na última sessão do treino classificatório. O rival cravou a pole position com o tempo de 1min46s744, enquanto o holandês anotou 1min46s893.

A diferença minimiza empolgou ainda mais Verstappen, uma das sensações da temporada 2016 da F1. "Podemos ficar muito satisfeitos por estarmos perto do Nico numa pista com longas retas", comemorou o piloto, que voltou a quebrar recorde neste fim de semana.

Mais jovem a vencer uma corrida, ele também se tornou neste sábado o mais novo a se classificar na primeira fila da largada. "É ótimo quebrar recordes, mas eu quero quebrar outros no futuro". Disse Verstappen. Antes dele, o mais jovem a largar na fila dianteira era o mexicano Ricardo Rodriguez, que saiu do segundo posto pela Ferrari, no GP da Itália de 1961, aos 19 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.