Greg Baker|AFP
Greg Baker|AFP

Massa comemora 'corrida maravilhosa' em Xangai; Nasr quer esquecer

Brasileiro da Williams segura pressão de Hamilton e fica em sexto

Estadão Conteúdo

17 de abril de 2016 | 10h41

O brasileiro Felipe Massa completou o GP da China na sexta colocação, neste domingo, mas parece que venceu a terceira etapa da temporada de 2016 da Fórmula 1. Foi isso o que pareceu a comemoração do piloto da Williams por causa do desempenho de seu carro na pista.

"Estou muito feliz. A corrida foi maravilhosa. Conseguimos um ritmo bom e tomar conta dos pneus bem. A estratégia funcionou corretamente, estou muito feliz. Consegui fazer mais que o esperado com os pneus, comparada às outras equipes. Estou muito, muito feliz", disse Felipe Massa em entrevista à TV Globo logo após a corrida.

O brasileiro mostrou mais felicidade ainda ao ter segurado o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, no final da corrida para assegurar o sexto lugar. "Eu sabia que a única forma dele (Hamilton) ficar perto de mim era se o DRS estivesse funcionando. Teve uma volta onde ele errou na curva 9, passou meio reto e eu consegui fazer com que o DRS não funcionasse mais. Aí tentei abrir dele, vi que ele sofria um pouco com os pneus", afirmou.

Já o outro brasileiro da Fórmula 1, Felipe Nasr, só tem a lamentar o desempenho de sua Sauber na China. Foram problemas e mais problemas por todo o final de semana em Xangai. O resultado disso foi o 20.º lugar. "Foi uma corrida muito difícil para mim neste fim de semana, especialmente porque ela ficou comprometida depois da largada, na primeira curva", comentou o brasileiro, sobre o choque com Hamilton.

"Fui atingido e tive de trocar o bico. Isso me custou muito tempo na corrida, já que não conseguia recuperar a volta perdida no período do Safety Car. Então, isso significou que tive de remar muito para me recuperar na prova", completou Felipe Nasr.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.