Gutiérrez revela que guindaste danificou chassi da Haas no GP da Austrália

O piloto mexicano Esteban Gutiérrez revelou nesta quinta-feira que o chassi de sua Haas foi danificado por um movimento do guindaste que retirou o carro do local do acidente com Fernando Alonso, durante o GP da Austrália, em Melbourne. Como consequência, a equipe terá que usar um outro chassi no GP do Bahrein, neste fim de semana.

Estadão Conteúdo

31 de março de 2016 | 17h32

"Houve um pouco de dano na traseira e no piso", disse o piloto ao site da revista inglesa Autosport. "Acho que o chassi foi danificado pelo guindaste. Houve uma rachadura. Não é o ideal", reclamou o mexicano.

Gutiérrez se acidentou durante o GP australiano ao se chocar com o espanhol Fernando Alonso, que acabou levando a pior no choque. A McLaren, que quase pegou voo, capotou duas vezes e só parou na grade de proteção. Surpreendentemente, Alonso conseguiu sair sozinho do carro caminhando normalmente - nesta quinta foi confirmadas pequenas fraturas nas costelas e um problema no pulmão do espanhol que não poderá correr no Bahrein.

Neste fim de semana, Gutiérrez terá que usar um chassi reserva em sua Haas. Foi uma das estruturas utilizadas nos testes da pré-temporada. Com a mudança, outras alterações terão que ser feitas no carro, principalmente no acerto, que deve ser diferente da primeira corrida do ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.