Hamilton comemora pole e Rosberg ainda crê em vitória nos Estados Unidos

Alemão larga em segundo no GP em Austin, no Texas

Estadão Conteúdo

22 Outubro 2016 | 21h20

Lewis Hamilton faz o que pode para manter viva a briga pelo título da Fórmula 1 em 2016. Neste sábado, o britânico da Mercedes comemorou a primeira pole position conquistada no circuito de Austin, palco do GP dos Estados Unidos, e revelou que teve de superar uma antiga dificuldade que encontrava no traçado do Texas.

"Nós temos trabalhado muito duro e essa pole é uma boa recompensa para todos na equipe. Eu estou muito feliz que tudo deu certo hoje, garantindo minha primeira pole nos Estados Unidos", afirmou o piloto, antes de falar sobre ter superado seus limites.

"Eu sempre fui bastante mal na primeira curva, acho difícil acertar a linha e perdia tempo nessa parte do circuito. Mas hoje eu finalmente acertei, e era a hora disso acontecer", acrescentou Hamilton, primeiro colocado do treino classificatório com o tempo de 1min34s999, recorde da pista.

A distância na tabela para Nico Rosberg é grande, 33 pontos, e Hamilton não depende de si mesmo para ser campeão. Caso vença todas as quatro provas restantes, o alemão pode ficar com a taça ao conquistar três segundos lugares e um terceiro.

"Eu me sinto forte nesse final de semana e vou para domingo como se fosse uma corrida como as outras. Nós trabalhamos muito para melhorar nossas largadas, assim como o ritmo de corrida, e não vejo a hora de ir para a prova de amanhã", finalizou Hamilton.

Líder isolado na temporada, com 313 pontos, Rosberg fez uma ótima volta no Q3, com 1min35s215, mas acabou superado pelo companheiro de equipe. O alemão, no entanto, não abaixa a cabeça e acredita que pode superar Hamilton no domingo.

"Eu fiz uma boa volta na minha última tentativa no Q3, mas infelizmente não foi o suficiente, já que Lewis encontrou um tempo extra no primeiro setor. Como vimos neste ano, não importa muito a posição de classificação, então eu acredito que ainda tenho uma grande chance de vencer a prova de amanhã (domingo)", comentou.

Rosberg já tem um plano na cabeça para superar o rival. "Vou tentar alcançar Lewis já na primeira curva, mas este é um circuito com muitas oportunidades além dessa. Seria fantástico sair daqui no domingo à noite com minha primeira vitória nos Estados Unidos", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.