Manu Fernandez|AP
Manu Fernandez|AP

Hamilton reclama de falta de equilíbrio do carro em treinos livres

Inglês mostra preocupação por não conseguir superar Rosberg

Estadão Conteúdo

13 de maio de 2016 | 18h04

Novamente sem conseguir acompanhar o ritmo do companheiro Nico Rosberg, o inglês Lewis Hamilton reclamou da falta de equilíbrio de sua Mercedes durante os dois treinos livres desta sexta-feira, na Espanha. O atual bicampeão da Fórmula 1 foi o terceiro mais veloz na segunda sessão e o quarto, na primeira.

"Não foi um dia fácil para mim. Eu tive dificuldades com o equilíbrio do carro durante todo o dia e, especialmente à tarde, estava complicado pilotar o carro. Eu peguei tráfego na minha volta mais rápida, então os tempos não contam toda a história deste dia", comentou Hamilton.

Sem maior destaque nos treinos, o inglês esteve atrás de Rosberg durante todo o dia. Seu melhor tempo foi de 1min24s611, mais de meio segundo acima da melhor marca do alemão: 1min23s922. "Mas estou confiante que podemos mudar isso amanhã", disse o inglês.

Se Hamilton voltou a ficar insatisfeito com seu carro, Rosberg só teve motivos para elogios. "Eu me senti muito confortável com o carro e os novos componentes que foram acrescentadas neste fim de semana. Parece que funcionaram bem", declarou o mais rápido na segunda sessão do dia - na primeira, foi o terceiro colocado.

O piloto alemão não escondeu a preocupação com o bom desempenho da Ferrari nesta sexta. Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen fizeram uma dobradinha na sessão de abertura do GP espanhol. "A Ferrari parece muito forte neste circuito. Então, estou ansioso para o terceiro treino livre e para a classificação para ver como será a disputa", declarou o líder do campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.