Juan Medina|Reuters
Juan Medina|Reuters

Hamilton vibra com pole na Espanha: 'Me sinto ótimo'

Piloto inglês comemorou largar na frente de Nico Rosberg

Estadão Conteúdo

14 de maio de 2016 | 15h31

Lewis Hamilton superou o companheiro de Mercedes, Nico Rosberg, em sua última tentativa no treino de classificação deste sábado e garantiu a pole position no GP da Espanha de Fórmula 1. A conquista dá ânimo ao inglês para diminuir a diferença em relação ao alemão, que venceu as quatro primeiras corridas da temporada e lidera a classificação geral com folga.

"Me sinto ótimo por finalmente conseguir correr junto, estou muito, muito feliz. Nico vinha sendo muito rápido no final de semana, algumas vezes dois décimos mais rápido, algumas vezes até mais. Podia ver nas estatísticas onde estava perdendo, então tentei corrigir na pista. É muito satisfatório vencer o obstáculo e seguir em frente", comentou o inglês.

Foi a terceira pole de Hamilton na temporada, a 52ª da carreira. Para a corrida deste domingo, ele espera uma grande disputa com Rosberg e acredita que uma boa estratégia pode definir a prova, já que o traçado dificulta ultrapassagens. "Não tive uma corrida adequada com Nico ainda este ano. Por isso estou esperando que vai começar amanhã. Será difícil ganhar posições, por isso temos que pensar bem. Também será importante cuidar dos pneus", avaliou.

Rosberg lidera a competição com 100 pontos, com 43 de vantagem para Hamilton, o segundo colocado. O alemão concorda com o companheiro de equipe e também acredita que uma estratégia acertada definirá o vencedor do GP da Espanha. Para ele, uma boa largada será fundamental.

"Lewis fez um trabalho melhor, mas amanhã é que conta realmente. Existe uma grande oportunidade para mim no começo. Tenho feito boas largadas este ano e o Lewis não conseguiu ir bem na primeira curva até agora. Talvez durante a corrida também tenha outra oportunidade. O desgaste dos pneus também será um fator e a estratégia correta será crucial. Por isso espero uma corrida extremamente interessante e espero vencer esta batalha. Também precisamos ficar de olho na Red Bull, que está mais forte do que a Ferrari aqui", finalizou. A largada para o GP da Espanha acontece neste domingo, às 9 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.