Diego Azubel|EFE
Diego Azubel|EFE

Irritado, Vettel bate boca com Kvyat no pódio: 'Você parecia um torpedo!'

Alemão da Ferrari reclama de direção perigosa de russo

Estadão Conteúdo

17 de abril de 2016 | 11h10

O alemão Nico Rosberg venceu com tranquilidade o GP da China de Fórmula 1 e o inglês Lewis Hamilton teve problemas com sua Mercedes para chegar em sétimo, mas o que chamou a atenção em Xangai foi bate boca entre o alemão Sebastian Vettel, que chegou em segundo com sua Ferrari, e o russo Daniil Kvyat, da Red Bull, em terceiro, pouco antes de subir ao pódio.

O tetracampeão da categoria teve que se recuperar na corrida que começou complicada para ele por causa de um toque logo na primeira curva com o companheiro de equipe, o finlandês Kimi Raikkonen, que danificou a asa dianteira de ambos. A revolta de Vettel era com Kvyat, considerado pelo alemão o culpado pela incidente.

Na sala reservada aos pilotos antes de subir ao pódio, Vettel foi cobrar explicações do acidente. "Estou te perguntando o que aconteceu na largada? Se eu não tivesse ido para a esquerda, você ia bater em todos e nós três iríamos sair da corrida", questionou. "Bem, eu estava…", respondeu russo, antes de ser interrompido. "Não tem 'bem', você parecia um torpedo!", reclamou o piloto da Ferrari.

Mesmo surpreso com a atitude de Vettel, Kvyat disse que as corridas são assim, com batidas, incidentes, mas o alemão continuou: "Sim, as corridas são assim, mas se eu mantiver a linha a gente bate", argumentou o ferrarista. "Então não mantenha a linha!", respondeu o russo. "Não posso ver os três carros, cara. Só tenho dois olhos".

Depois do pódio, em que os dois nem se cumprimentaram, Vettel continuou com as reclamações. "Fiquei surpreso. Kvyat veio com tanta velocidade que eu tive de virar para a esquerda para evitá-lo e não consegui evitar tocar em Kimi (Raikkonen)".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.