Andrej Isakovic|AFP
Andrej Isakovic|AFP

Ricciardo comemora primeira pole na F-1 em 'lugar especial'

Piloto da Red Bull foi o protagonista no circuito de Mônaco

Estadão Conteúdo

28 de maio de 2016 | 12h45

Daniel Ricciardo tem se acostumado a ser coadjuvante na temporada 2016 da Fórmula 1. O piloto principal da Red Bull completou quatro das cinco provas do ano no quarto lugar, sem conseguir subir no pódio. Neste sábado, foi o protagonista do treino de classificação do GP de Mônaco, garantindo sua primeira pole position na principal categoria do automobilismo. E o feito veio justamente nas ruas do principado, na prova mais charmosa do calendário.

"Definitivamente é um lugar especial. Vindo para o fim de semana, eu sabia que nós tínhamos uma chance e ela me pareceu boa na quinta. Nas últimas provas, eu sinto que eu tenho dirigido bem, mas não fui bem recompensado. Então eu vim para cá com muita confiança e muita crença de que eu poderia estar nessa posição agora e, sim, eu estou muito feliz de ter realizado isso. É um sentimento bom, eu sempre gostei deste lugar. Obviamente o carro é bom, nós temos uma boa equipe por trás de nós, e é bom poder tirar o máximo proveito dela", disse o piloto australiano na entrevista coletiva

Usando um motor atualizado da Renault, Ricciardo já havia feito o melhor tempo dos treinos livres de quinta-feira, colocando expressiva folga sobre a dupla da Mercedes. Desta vez, o australiano, de 26 anos, marcou 1min13s622, contra 1min13s791 de Nico Rosberg e 1min13s942 de Lewis Hamilton.

Para a corrida de domingo, ele ainda tem um trunfo. Ele fez sua melhor volta no Q2 com os pneus supermacios e, por isso, vai largar com esses compostos, identificados com a faixa vermelha. Depois, ele terá os ultramacios. Os rivais todos terão que adotar estratégia inversa, o que deve beneficiar Ricciardo.

"Vamos ver amanhã se funciona. O plano era sair com os ultramacios na primeira volta no Q2 e na última tentativa e fazer uma boa volta. Pensamos: 'vamos tentar ver o que o ultramacio pode fazer'. Nós sentimos que isso pode nos abrir algumas opções a mais para a corrida de amanhã (domingo)", destacou o piloto da Red Bull.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.