Ricciardo e Magnussen terão motores com atualização em Mônaco

Fabricante Renault fornecerá novos propulsores para sua equipe na Fórmula 1 e também para a Red Bull

Estadão Conteúdo

25 de maio de 2016 | 12h04

O australiano Daniel Ricciardo e o dinamarquês Kevin Magnussen devem ser mais competitivos no próximo fim de semana, quando será realizado o GP de Mônaco, após Red Bull e a Renault, as suas respectivas equipes, revelarem que eles contarão com motores atualizados na sexta etapa da temporada 2016 da Fórmula 1.

Após a realização dos testes coletivos em Barcelona, a Renault anunciou que iria fornecer dois motores com nova especificação para a próxima prova, sendo um para cada equipe que recebe os seus propulsores, deixando nas mãos delas a definição sobre qual piloto os utilizaria.

A Red Bull, então, optou por entregar o motor atualizado na Renault para Ricciardo, que ocupa a quinta posição no campeonato, com dez pontos a mais e logo à frente do holandês Max Vesrstappen, que se tornou o mais jovem piloto a vencer uma prova ao triunfar no GP da Espanha.

Já a Renault escolheu Magnussen, que já somou seis pontos no campeonato, enquanto o britânico Jolyon Palmeer ainda não pontuou. Tanto Palmer como Verstappen, porém, contarão com os novos motores na prova seguinte da Fórmula 1, o GP de Canadá.

A expectativa da Renault é de que o novo motor dê um ganho estimado de meio segundo por volta. Essa melhor de desempenho, porém, poderá ser minimizada no GP de Mônaco, disputado no travado circuito de rua de Montecarlo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.