Jason Reed|Reuters
Jason Reed|Reuters

Nico Rosberg diz que 'acelerou demais' e lamenta estrago

Alemão colidiu com o muro na saída da curva em Melbourne

Estadão Conteúdo

18 de março de 2016 | 12h29

Nico Rosberg acabou sendo a principal decepção do primeiro dia de treinos da temporada de 2016 do Mundial de Fórmula 1. O piloto alemão bateu a sua Mercedes no início da segunda sessão livre do GP da Austrália, nesta sexta-feira, e danificou o bico do carro de uma forma que o obrigou a recolher para a garagem o modelo W07 Hybrid, que colidiu com o muro na saída da curva 8 do Circuito de Albert Park.

O fato fez Rosberg ser o último colocado entre os 15 pilotos que registraram tempos no segundo treino livre, que acabou sendo atrapalhado pelo tempo instável na Austrália. Após a decepção, ele admitiu: "Eu apenas acelerei demais e perdi o carro. Mas foi bom para mim que a pista não secou depois (da chuva), porque aí todos poderiam ter aproveitado mais".

Embora tenha minimizado a importância da batida, Rosberg lamentou o fato de que o carro ficou mais danificado do que ele imaginava. "O estrago não foi tão pouco, infelizmente", reconheceu o piloto, deixando em dúvida se terá o seu monoposto em boas condições para poder brigar pela pole no treino de classificação marcado para começar às 3 horas (de Brasília) deste sábado. A corrida será às 2 horas de domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.