Attila Kisbendek|AFP
Attila Kisbendek|AFP

Rosberg diz que não fez nada de errado na volta da pole na Hungria

Alemão teria se aproveitado de um trecho com bandeira amarela

Estadão Conteúdo

23 de julho de 2016 | 14h17

Uma polêmica marcou a volta que garantiu a Nico Rosberg a pole position do GP da Hungria. Afinal, o piloto alemão garantiu o primeiro lugar no treino de classificação deste sábado numa volta em que um trecho do Hungaroring estava sob bandeira amarela. Após a atividade, o alemão garantiu que não fez nada de errado.

"Tinha a bandeira amarela e perdi muito tempo, fui mais lento do que na volta anterior no trecho sob bandeira amarela, então tenho certeza que tudo vai ficar bem", disse Rosberg, antes mesmo da Federação Internacional de Automobilismo ter garantido que ele não fez nada ilegal.

A polêmica envolvendo Rosberg foi apenas mais um acontecimento de um treino de classificação cheio de problemas, que começou atrasado em razão da forte chuva em Budapeste e teve quatro bandeiras vermelhas na primeira fase, sendo três delas por acidentes. Por isso, o alemão comemorou por ter saído ileso e, ainda melhor, com a pole position.

"Foi uma classificação muito desafiadora: as condições mudando o tempo todo, muito emocionante. No final, foi bastante surpreendente que tenha secado. Havia algumas restrições, algumas poças, você ainda tinha que ter muito cuidado. E aí eu consegui uma boa volta na última. É incrível, estou muito feliz com isso", comentou.

Assim, Rosberg conquistou a sua quarta pole position em 2016, dando um passo importante para manter a liderança do Mundial de Pilotos - o alemão tem apenas um ponto de vantagem para o inglês Lewis Hamilton, seu companheiro de equipe e que vai largar da segunda posição neste domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.