Reuters
Reuters

Rosberg minimiza domínio e revela preocupação com a Red Bull em Suzuka

Alemão contou que teve alguns problemas no seu carro

O Estado de S.Paulo

07 Outubro 2016 | 10h15

Nem tudo foi motivo de alegria para Nico Rosberg nesta sexta-feira em Suzuka. Embora tenha liderado os dois treinos livre para o GP do Japão, seguido pelo inglês Lewis Hamilton, seu companheiro na Mercedes, o alemão revelou que teve alguns problemas no seu carro e adotou um discurso cauteloso para a sequência do fim de semana.

"Não foi muito fácil encontrar o meu caminho hoje. Tudo começou com o carro saindo um pouco de frente, então tivemos de trabalhar no ajuste, a fim de encontrar um melhor equilíbrio do carro. Na parte da tarde, o pneu médio não parecia tão forte quanto como vimos na Malásia. No entanto, o pneu macio se mostrou forte em ritmo de volta rápida, o equilíbrio foi bom e a pista estava realmente emocionante para pilotar", disse.

Quem mais se aproximou do ritmo dos carros da Mercedes foi o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, o terceiro mais rápido nos treinos livres desta sexta-feira em Suzuka. Mas Rosberg revelou que a sua principal preocupação é a Red Bull, que fechou o dia com o holandês Max Verstappen na quarta colocação e o australiano Daniel Ricciardo em 12º lugar. "Parece que estamos na frente das Ferrari, mas continuamos precisando ver onde estamos em comparação com a Red Bull", afirmou.

Após ser o mais rápido dos treinos livres, Rosberg retorna ao circuito de Suzuka neste sábado, quando será realizada a sessão de classificação a partir das 3 horas (de Brasília). Líder do campeonato com uma vantagem de 23 pontos para Hamilton, o alemão ainda busca a primeira vitória da sua carreira no GP do Japão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.