Hiroshi Yamamura/EFE
Hiroshi Yamamura/EFE

A angústia da família do piloto francês Jules Bianchi

Pai do piloto fala dos cinco meses em que o filho está em coma

O Estado de S. Paulo

10 de março de 2015 | 18h14

O piloto francês Jules Bianchi continua em estado de coma desde 5 de outubro quando sofreu grave acidente no GP do Japão de Fórmula 1. Ele está internado em um hospital de Nice, sua cidade natal. Em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport, Philippe Bianchi, pai do piloto, demonstrou toda a angústia da família. “Enquanto Jules não acorda, a única coisa que podemos fazer é esperar”, disse Philippe. Temos de ser fortes, como Jules e por Jules, mas é difícil saber que, a qualquer momento, uma ligação terrível pode chegar do hospital."

O pai disse que não é possível saber o que pode ocorrer no futuro. “Enquanto ele estiver no atual estado, não há nada que os médicos possam dizer. Pode ser que ele acorde, pode ser que não. Acho que ele vai, pois ele não lutou por todo esse tempo conosco por nada."

Ao mesmo tempo, os familiares ainda têm esperança de que ele possa se recuperar. “É preciso ter paciência, muita paciência.”

Bianchi, de 25 anos, foi formado na academia de pilotos da Ferrari. Estreou na principal categoria do automobilismo no GP da Austrália de 2013. Disputou 34 GPs e teve como melhor resultado o 9º lugar no GP de Mônaco no ano passado. Foram os primeiros pontos do piloto e da equipe Marussia.

Tudo o que sabemos sobre:
Velocidade, Fórmula 1, Jules BIanchi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.